Senador critica Wilson Lima: ‘Era oportunidade de falar sobre compra de respiradores em loja de vinho’

Por Portal do Holanda

10/06/2021 10h58 — em Brasil

Senador Marcos Rogério - Foto: Reprodução/TV Senado

O senador Marcos Rogério criticou a decisão do STF em permitir o não comparecimento do governador do Amazonas, Wilson Lima, à CPI da Covid, nesta quinta-feira (10).

"É uma decisão no mínimo dúbia, ele pode vir, mas vindo pode ir embora (...) E quando nós partimos para o campo de investigação contra a corrupção, nós temos uma decisão que nos impede de avançar nessa direção", iniciou. 

 

 

O senador também relembrou sobre a compra de respiradores em uma loja de vinhos no Amazonas

"Uma oportunidade do governador responder à CPI porque comprou respiradores de uma empresa que vende vinhos e não diretamente da empresa que, inclusive, a empresa dos respiradores participou do certame licitatório (...) Seria uma oportunidade para esclarecer ao Brasil e a CPI porque vez a opção, entre outros tantos temas", concluiu. 

E continuou: "Acho que ele perde uma oportunidade de vir esclarecer os fatos, às acusações gravíssimas. 

"Agora, apenas um exercício de futurologia. Se essa decisão da ministra que se atém aos aspectos apenas pertinentes ao habeas corpus. Ela não adentra ao mérito do impedimento ou não impedimento dos governadores vir quando há presença de recurso federal. Recurso federal atrai a competência federal para investigar, simples assim", afirmou o senador em um dos trechos de seu discurso. 

 

LEIA TAMBÉM

PF faz buscas na casa do governador Wilson Lima em Manaus

PF faz varredura em documentos e equipamentos na sede do Governo em Manaus

Veja movimentação na casa de Wilson Lima, alvo da PF em Manaus; vídeo 

Em vídeo, Wilson Lima diz que é inocente após ser alvo da PF 

Loja de vinhos que vendeu respiradores superfaturados para o Governo é alvo da polícia em Manaus 

Governo do Amazonas compra respiradores 316% mais caro e Moro determina investigações 

 

 

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Brasil