Compartilhe este texto

IBGE começa convocação de aprovados para participar do Censo 2022

Por Agência Brasil / Portal do Holanda

05/07/2022 1h58 — em
Brasil


Foto: Divulgação IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística começou nesta segunda-feira (04) a convocação dos aprovado no processo seletivo de recenseador. A lista, que inclui cotas raciais e para pessoas com deficiência, está disponível no site do IBGE.

Segundo o IBGE, a principal função do recenseador é realizar as entrevistas do Censo, com remuneração que se baseia na produção, podendo variar de acordo com condicionantes como tempo dedicado ao trabalho. No caso da cidade do Rio de Janeiro, a estimativa de ganho é de cerca de R$ 2 mil mensais para uma jornada de trinta horas semanais. A duração do contrato é de até três meses.

Ainda de acordo com o Instituto, o estado com o maior contingente de vagas é São Paulo. São 18.589 recenseadores espalhadas por 635 municípios.

O IBGE deve contratar mais de 200 mil servidores temporários para o censo. Do total, 183 mil são recenseadores, que passarão por 4 dias de treinamento ainda em julho.

Esta edição da pesquisa nacional conta com tecnologia de ponta, com  banco de dados, nuvem, criptografia, transmissões da coleta em tempo real e inteligência artificial. O coordenador dos serviços de informática, José Luiz Thomaselli detalha a importância da informatização.

As informações do Censo, que começa em primeiro de agosto, são estratégicas para o planejamento das ações em todos os níveis de governo. Uma das utilidades dessa iniciativa é fornecer dados que servirão de base para decisões sobre a ampliação ou implementação de serviços relacionados à saúde, educação, emprego e moradia.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil