Compartilhe este texto

Gabriel Monteiro diz que filmava sexo para provar que relações eram consensuais

Por Agência Brasil / Portal do Holanda

23/06/2022 20h03 — em
Brasil


Foto: Renan Olaz/CMRJ

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal do Rio finalizou nesta quinta-feira a fase de oitivas no processo que apura possível quebra de decoro pelo vereador Gabriel Monteiro. 

Durante o depoimento, o parlamentar se defendeu das denúncias. O Relator do processo ético-disciplinar que apura a conduta de Gabriel, o vereador Chico Alencar avaliou que houve contradições em todos os depoimentos.

Gabriel Monteiro afirmou ao Conselho de Ética e Decoro da Câmara Municipal do Rio, que gravava de forma consentida as relações sexuais com as mulheres com quem se relacionava. Ele argumentou que a prática era para prevenir denúncias de estupro. A informação foi dada por Chico Alencar.

Durante o depoimento, o relator Chico Alencar disse que o vereador negou que sabia que a adolescente com quem ele se relacionou e teve um vídeo vazado, era menor de idade.

O processo tem prazo final para conclusão em 5 de julho. Monteiro é acusado de quebra de decoro parlamentar, estupro, assédio sexual e moral, além de manipulação de vídeos e infração a direitos de uma criança. Ele nega todas as acusações.

Além do vereador, foram ouvidas oito testemunhas de defesa e quatro de acusação.

A votação no plenário só acontecerá em agosto, após o recesso parlamentar.

Para ser cassado, Gabriel Monteiro precisa da aprovação de dois terços dos vereadores da Casa. No caso de suspensão, será preciso que mais da metade dos parlamentares votem a favor.



O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Brasil

+ Brasil