Facção mata coroinha após confundir corte em sobrancelha com marca de rival

Por Portal do Holanda

27/10/2020 21h51 — em Brasil

Foto: Arquivo Pessoal

O Ministério Público do Ceará chegou a conclusão que a morte de Jefferson Teixeira, de 14 anos, foi ocasionada porque uma das facções atuantes no estado acreditava que os três riscos na sobrancelha do garoto eram marcas de um outro grupo criminoso. A morte aconteceu no dia 18 de agosto, em Goiabeiras, e desde então, o caso vinha sendo investigado minuciosamente.

Segundo um site do sistema Globo, a criança era coroinha de uma igreja, andava pelo calção quando foi baleada e ainda sofreu golpes com paus, pedras e chutes.

Cinco pessoas, entre elas, um menor de idade, foram presos por participação no homicídio.

Segundo o MP, o coroinha, segundo a investigação, não tinha qualquer vinculo com facção ou teria cometido ato infracional, e cortava a sobrancelha por admirar cantores de funk.