Bastidores da Política - Amazônia em perigo. Exclusão de governadores de Conselho é quase uma intervenção


Amazônia em perigo. Exclusão de governadores de Conselho é quase uma intervenção

Por Raimundo Holanda

12/02/2020 22h16 — em Bastidores da Política

  • Solenemente ignorados na nova composição do Conselho da Amazônia, surpreende a submissão dos governadores ao Poder Central e o silêncio da classe política diante dessa visão extremista que deforma o princípio Federativo...

A mudança do Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente para  a vice-presidência da República exclui a participação  de governadores da região, reduzindo substancialmente a representatividade dos Estados .

Solenemente ignorados na nova composição do Conselho, surpreende a  submissão dos governadores ao Poder Central e o silêncio da classe política diante dessa  visão extremista que deforma o princípio Federativo, invade a autonomia dos Estados e retira  do palco das políticas regionais seus atores mais importantes:

O Conselho, composto basicamente pelos ministros de Estado, na verdade representa uma intervenção nos Estados, reduzindo o poder dos governadores de definir políticas de desenvolvimento e de certa forma fere o principio Federativo.

Se não é um caso para discutir a sua constitucionalidade é uma questão para os políticos locais decidirem, ou os órgãos de controle sobre os quais certamente vai recair a responsabilidade de vigiar  as ações do Conselho, muito simpático ao agronegócio. Tanto que os megaempresários do setor foram os primeiros a serem ouvidos.

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.