Justiça determina que Cuba Gooding Jr. seja julgado em 1º de fevereiro

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

18/10/2021 14h34 — em Arte e Cultura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Suprema Corte de Manhattan definiu na manhã desta segunda-feira (18) que o ator Cuba Gooding Jr., 53, acusado de assédio sexual e estupro, deverá comparecer aos tribunais no dia 1º de fevereiro de 2022.

Segundo o site PageSix, Gooding chegou à Suprema Corte em juízo para finalizar a data. Ele aguardava há mais de dois anos pela definição do julgamento.

"Este caso está na minha agenda há três anos. Esta é uma data de julgamento firme e tem que acabar", disse o juiz Curtis Farber. O advogado de Gooding, Peter Toumbekis, de acordo com o site, queria que o julgamento acontecesse no final do próximo ano, mas não foi acatado.

Em julho, um juiz americano concluiu que o ator é culpado no processo civil aberto por uma mulher que o acusou de estupro. O crime teria ocorrido duas vezes em Nova York, em 2013. A conclusão foi realizada após Gooding não responder a acusações no tribunal.

O juiz distrital Paul Crotty realizou o julgamento à revelia para decidir a responsabilidade de Gooding em relação à acusadora, conhecida como Jane Doe, sem abordar os méritos das acusações da vítima.

"O réu falhou completamente", disse Crotty, afirmando que "a não participação" do ator foi intencional. Ao longo dos últimos anos, o julgamento já foi adiado algumas vezes.

Gooding foi acusado em setembro de 2018 de apalpar uma mulher em um restaurante. No mês seguinte, recebeu a acusação de tocar as nádegas de uma outra mulher. Depois, em junho de 2019, de apalpar uma moça em um bar de Manhattan.

Gooding Jr. sempre negou todas as acusações. Por meio de seus advogados, o ator pediu à época que a acusação de assédio feita por uma das mulheres fosse arquivada. Segundo os advogados de Gooding, a suposta vítima sofria de problemas mentais.

Gooding ganhou um Oscar de melhor ator coadjuvante em 1997 pelo filme "Jerry Maguire: A Grande Virada", e interpretou O.J. Simpson na minissérie televisiva "American Crime Story: O Povo Contra O.J. Simpson".


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Arte e Cultura