Wilson Lima nega segunda onda e culpa população por aumento de casos

Por Portal do Holanda

25/09/2020 16h39 — em Amazonas

O governador do Amazonas concedeu entrevista para a rede CNN nesta sexta-feira - Foto: Divulgação

Manaus/AM - O governador Wilson Lima (PSC) concedeu entrevista para a rede CNN Brasil, na tarde desta sexta-feira (25), e negou que Manaus esteja vivendo uma segunda onda de infecção pela Covid-19 e afirmou que o Estado não errou com a flexibilização do comércio. Para o governador, a culpa desse aumento de casos é de algumas pessoas que desrespeitaram os protocolos de prevenção contra o novo coronavírus, principalmente as das classes A e B. 

O governador foi questionado sobre a situação de Manaus após decreto que fechou bares, restaurantes, praias, balneários e aluguel de sítios e chácaras, além de restringir o horário de funcionamento de restaurantes e lojas de conveniência. 

“Não tem indicativo dos nossos técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde e da Secretaria de Saúde que indique segunda onda da Covid-19 em Manaus. O que aconteceu nos últimos 15 dias foi uma tendência de aumento dos casos muito por conta do feriado, onde ocorreram aglomerações e festas clandestinas que nos acenderam um alerta. Por isso tivemos aumento de procura nas unidades hospitalares que nos fizeram aumentar as medidas restritivas”, justificou Lima. 

Quando perguntado se a flexibilização do comércio em Manaus foi um erro, Wilson respondeu que as decisões tomadas pelo governo foram certas. “Todas as decisões do governo foram acertadas. O problema é que estamos tendo essa tendência de aumento dos casos por resultado de algumas pessoas que não respeitam esses protocolos”, disse o governador frisando que a culpa é de quem foi para baladas, festas clandestinas e para eventos sem respeito ao distanciamento social e uso de máscaras.