Turismo é destaque em reunião entre Suframa e cônsul cubano

Por

06/06/2014 16h36 — em Amazonas

Estreitar as relações bilaterais e promover o turismo com Cuba. Este foi o tom do encontro entre o superintendente da Zona Franca de Manaus, Thomaz Nogueira, e o cônsul geral cubano, Turcios Esquivel, que será o responsável pela representação de Cuba no Amazonas. A reunião ocorreu na sede da autarquia e contou, também, com a participação do superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional, José Nagib, do coordenador-geral de Promoção Comercial, Jorge Vasques, da coordenadora-geral de Comércio Exterior, Sandra Almeida, e da coordenadora-geral de Comunicação Social, Junha Januária.

Após convidar o superintendente da Suframa para a inauguração do consulado geral de Cuba no Amazonas – prevista para o mês de agosto deste ano, no bairro Dom Pedro – o cônsul Turcios Esquivel afirmou que a representação será responsável por atender seis Estados da região Norte do Brasil. Uma das propostas do cônsul é ampliar o contato com potenciais investidores locais, uma vez que, segundo ele, o Brasil é o país que mais investe em Cuba.

O superintendente Thomaz Nogueira aproveitou a oportunidade para apresentar proposta de criação de um voo direto entre Manaus e a capital cubana, Havana. A iniciativa seria uma “alternativa muito boa para o incremento do turismo e da integração cultural”, destacou Nogueira. “Precisamos dessas conexões e nossa sociedade quer essa oportunidade de ir a outros países em voos diretos, e com certeza Cuba é uma forte opção”, completou o superintendente. Turcios Esquivel lembrou que já há um voo cubano que faz uma parada técnica no Amazonas, o que facilitaria a negociação para implantação de um trecho entre as cidades. Thomaz Nogueira colocou a equipe da Suframa à disposição do consulado cubano para ajudar no que for necessário e propôs agendar reuniões com operadores e órgãos de turismo do Estado para avançar nas discussões sobre o assunto e concretizar o projeto.

Dados comerciais

Segundo dados do sistema Alice, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, foram exportados US$ 528 milhões do Brasil para Cuba em 2013. Até abril deste ano, o montante exportado foi de aproximadamente US$ 159 milhões. O sistema aponta, ainda, que Cuba não está na lista dos 30 maiores países que efetuam negócios com a Zona Franca de Manaus, e a implantação deste consulado pretende mudar esta realidade.

+ Amazonas