Compartilhe este texto

TJAM responde OAB e diz que novo preço de taxa de serviço é adequado para realidade

Por Portal Do Holanda

11/06/2024 8h58 — em
Amazonas


Sede do TJAM em Manaus - Foto: Divulgação

Manaus/AM - O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) rebateu nesta segunda-feira (10) o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre a nova tabela de preços de taxas judiciais pela Justiça do Estado. De acordo com a presidente do TJAM, desembargadora Nélia Caminha, os novos valores estão mais modernos e adequados para a realidade. 

O aumento das taxas foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), através da Lei nº 6.646/2023, com o objetivo de “desestimular demandas e condutas predatórias e procrastinatórias”, além de “fomentar o uso racional do Poder Judiciário, por meio do incentivo ao uso de meios alternativos à solução de conflitos”. 

A nova lei, contudo, foi contestada pela OAB, que no mês passado, pediu anulação dos trechos que fixaram os novos valores, alegando que o aumento foi desproporcional, chegando a 1.960%, dificultando assim o acesso à justiça e ferindo as prerrogativas da advocacia. 

Segundo Nélia Caminha, o reajuste era necessário pois refletem a necessidade de atualizar os valores das custas judiciais, que estavam desatualizados e inadequados para cobrir os custos reais dos serviços.

 


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Amazonas

+ Amazonas