TJAM realiza mutirão em Apuí

Por Portal do Holanda

04/11/2014 16h12 — em Amazonas

A juíza da 18ª Vara Cível e de Acidentes do Trabalho, Kathleen dos Santos Gomes, que também cumulava a comarca de Apuí, fez, no último dia 24 de outubro, um mutirão no mesmo município, no qual 99 processos de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre foram analisados e sentenciados com resolução de mérito.

“Na verdade, atendemos um pedido de um corpo de advogados para que dessemos celeridade nesses processos que estavam há muito tempo esperando julgamento”, explicou a magistrada.

A juíza relata que Apuí conta com muitos acidentes automobilísticos, principalmente envolvendo motocicletas. “Como não existe uma sinalização correta e também uma severa fiscalização, esses acidentes são bastante frequentes no interior do Estado. E muitas vezes envolvem adolescentes que acabam prejudicados por essa falta de preocupação dos órgãos responsáveis”, salientou.

Kathleen ressaltou, ainda, que tal ação é inédita no município. “Fomos fazer uma consulta e não encontramos nada parecido. Nunca havia sido realizado um mutirão que envolvesse tantos processos de DPVAT. O melhor disso tudo foi o empenho dos escritórios de advocacia, ambos de fora do Estado, não pediram conciliação. Conseguimos resolver tudo na hora, contando, inclusive, com a ajuda do delegado da cidade”.

Segundo a juíza, a seguradora responsável afirmou que não caberá recurso, tendo em vista que a perícia foi realizada com o acompanhamento de um assistente escolhido pela própria empresa. “Além dele, tivemos a ajuda do períto Weslei de Souza, que não poupou esforços para nos ajudar a resolver todos esses processos que, inclusive, já estão com a sentenças de méritos publicadas”, completou.

A magistrada lembrou também que recebeu total apoio da presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargadora Graça Figueiredo. “Sem falar da presença da promotora Maria da Conceição da Silva Santiago, que acompanhou todos os processos envolvendo interesse de incapazes, como crianças e idosos”. Ele reafirmou, ainda, seu agradecimento aos funcionários e advogados que foram incansáveis para o resultado alcançado.