Suspeita de sabotagem na colisão de balsa com Proama

Por

26/06/2014 9h18 — em Amazonas

Manaus/Am – O governador José Melo afirmou, em entrevista à Rádio Difusora do Amazonas, nesta quinta-feira, 26, que achou muito estranho o acidente que danificou a estrutura de captação de água do Proama acontecido na quarta-feira, 25, quando uma balsa colidiu com as instalações localizadas na zona Leste. Ele ordenou que a polícia técnica investigue com rigor todas as possibilidades, inclusive suspeita de sabotagem.

O governador afirmou também que se trata de um fato que aconteceu justamente quando a cidade se preparava para inaugurar as instalações do Programa Águas para Manaus (Proama) e, principalmente, que a balsa bateu justamente em um ponto estrutural da estação de captação de água, próximo à margem do rio.

Melo assegurou que trouxe técnicos especializados de fora que, junto com o pessoal de Manaus, estão trabalhando para resolver a situação com a maior urgência.

Como paliativo o governador, em conjunto com o prefeito Artur Neto, tomaram iniciativas como alugar todos os carros-pipas disponíveis na cidade, além de reativar poços artesianos nas duas áreas – zonas Norte e Leste - atingidas com a paralisação do fornecimento de água.

Uma terceira opção ventilada pelos técnicos de fora é usar um supermangote para ligar a captação à estação de tratamento de água que, mesmo com vasão menor, pode servir como solução emergencial.

 

Ouça a entrevista de José Melo