SESI oferece oficina de SST para alunos de EJA

Por

01/07/2014 17h03 — em Amazonas

O uso correto dos equipamentos de proteção individual e outras boas práticas de segurança na construção civil foram assuntos da oficina de Segurança e Saúde no Trabalho  promovida pela Rede SESI Amazonas de Educação para 383 alunos da Educação de Jovens e Adultos . Desenvolvidas em três dias, as oficinas foram concluídas nesta segunda-feira , na Unidade de Educação Dra. Emina Barbosa Mustafa, no São José I, zona Leste.

A iniciativa do SESI Amazonas serve de preparação para os alunos que vão participar do Concurso Nacional sobre Segurança e Saúde no Trabalho, exclusivo para as escolas do SESI e SENAI. Por meio do concurso, as duas instituições buscam despertar nos alunos o interesse pelo tema. É também uma iniciativa de mudança de comportamento para promover a consciência e a cultura de prevenção no ambiente de trabalho nos profissionais da indústria.

O concurso sobre SST, que ainda não tem data definida para início das inscrições, premiou, no ano passado, nove trabalhos dos Departamentos Regionais do SESI e SENAI do Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Bahia e Minas Gerais, destacando alunos, professores ou orientadores e também  escolas. O tema de 2013 foi “Como a segurança e a saúde no trabalho contribuem na promoção da qualidade de vida do trabalhador da Indústria”.


Riscos e prevenções

 

Para o comerciante Antonio Carlos da Silva, 65, aluno do 1º segmento da EJA, a presença da equipe do SESI esclarecendo os riscos e prevenções de acidentes e cuidados com a saúde, é essencial para despertar o interesse de todos para o tema.

“As dicas de prevenção são sempre bem-vindas, principalmente para quem é da área da indústria de soldagem como é o meu caso. Hoje tenho meu próprio negócio, mas sempre que preciso encaro atividades de formação por gostar do que faço”, disse o comerciante. Antônio é formado pelo SENAI e diz estar empolgado com o retorno à escola.

A oficina de SST foi realizada por quatro profissionais do SESI Amazonas que abordaram, entre outros temas, como se prevenir de acidentes ocasionados por falta de atenção, mal uso de equipamentos e até mesmo a não utilização dos mesmos.

“Queremos mostrar aqui que o uso de EPI’s não garante 100% de segurança, mas diminui os riscos de acontecerem acidentes”, disse a técnica de segurança no trabalho do SESI Amazonas, Milene Oliveira.