Servidores da educação participam de programação cultural

Por

20/06/2014 15h38 — em Amazonas

Mais de 800 servidores da educação prestigiaram o espetáculo “Grito Verde” apresentado pelo Corpo de Dança do Amazonas, no último dia 19, no Teatro Amazonas. A apresentação faz parte do projeto Balaio Cultural da Educação desenvolvido pelo Governo do Estado e Prefeitura de Manaus por meio das Secretarias de Estado da Educação e do Município.
 
O projeto teve início na segunda-feira com a apresentação do concerto Pop-Ópera da Orquestra Amazonas Filarmônica, também no Teatro Amazonas.
 
Para o secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares da Silva, a participação dos servidores na programação é prova de que a cultura deve ser cada vez mais inserida no cotidiano dos trabalhadores. Para ele o projeto deve ser ampliado uma vez que foi bem recebido pelos trabalhadores da educação.
 
A merendeira Antonia Célia, que trabalha na rede estadual de educação há dez anos, vê com entusiasmo o projeto. “É a segunda vez que entro no teatro. A primeira foi através de um projeto da escola do meu filho e agora por meio desse projeto. A cultura é algo que encanta e essa iniciativa da secretaria veio trazer para os servidores uma atividade diferente do nosso cotidiano. Agora ficou o gostinho de quero mais”, destaca.
 
Quem também fala com entusiasmo sobre o Balaio é o casal Rosimaire Moreira e Antônio Carlos. Ela secretária escolar da rede estadual de ensino e ele professor da rede municipal. Ambos enalteceram a iniciativa. “É gratificante poder participar de um projeto como esse que traz para os servidores e educadores um pouco da nossa cultura. Nesse espetáculo ainda mais, pois retrata a cultura do ribeirinho, do caboclo. A gente consegue se identificar nela. Aqui você também aprende um pouco mais e pode levar para a escola e para os alunos uma parte do que vivencia aqui”, ressalta Antônio.
 
Rosimeire também destaca a importância do projeto. “É uma iniciativa louvável de ambas as Secretarias. É algo que deve ser levado a diante. Muitos de nós não temos contato com esse tipo de atividade e isso engrandece nosso conhecimento. Outras ações como essa devem ser realizadas”, reforça.
 
A gestora Elisângela Guedes também levou a família para apreciar a programação no Teatro. “Faltava um projeto como esse para os servidores da educação. É uma iniciativa que precisa ser fortalecida e ampliada. Tenho certeza que esse é o pensamento de todos os que hoje participaram desse evento. Tudo muito organizado e caprichado. Estão todos de parabéns”, comenta.
 
Ela também aproveitou a programação e se inscreveu para participar das sessões de cinema que serão exibidas nesta sexta-feira e na terça-feira no Cinépolis do Shopping Ponta Negra, parceiro do projeto. “Vou levar meu filho e meu esposo, que também é da rede estadual de ensino, se cadastrou para levar sua mãe. Vai ser uma programação em família e o melhor de tudo é que não vamos gastar nada”, ressalta.
 
Cinema – A programação do Balaio Cultural da Educação segue até a próxima quinta-feira, 26. Nesta sexta-feira foram disponibilizadas sessões de cinema no Shopping Ponta Negra. Para os servidores foram disponibilizadas mais de 900 vagas divididas em cinco sessões. As inscrições para o cinema tiveram início no dia 17 e foram prorrogadas até o dia 19. Cada inscrito teve direito a levar um acompanhante.
 
Além do cinema, a programação desta sexta-feira contou com shows musicais de artistas como Lucinha Cabral, Celdo Braga e Grupo Imbaúba e a Banda Official 80.
 
Os servidores também prestigiaram as exposições culturais “Brasil: Um País, Um Mundo” e “Show de Bola”, ambas realizadas no Shopping Ponta Negra.
 
Sobre o “Grito Verde” - Apresentado pelo Corpo de Dança do Amazonas, o espetáculo ‘Grito Verde’ busca sensibilizar o público sobre as riquezas abstratas e concretas do universo Amazônico, fazendo da plateia mais um personagem ativo e consciente das questões apresentadas na peça. Abraçando o estilo de dança contemporânea, o espetáculo é fruto de leituras, pesquisas e questionamentos da coreógrafa Ivonice Satie.
 
“Grito Verde” foi encenado pela primeira vez em 2004, tornando-se um dos maiores sucessos de público de Manaus. No ano seguinte, foi apresentada em celebração ao Ano do Brasil na França e, depois disso, percorreu o Brasil durante turnê do projeto Palco Giratório. A montagem original é de autoria da coreógrafa Ivonice Satie, que dirigiu o grupo entre 2003 e 2005. Os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria do teatro.