Produção amazonense 'Tá quente' é premiada em festival nacional de cinema

Por Portal do Holanda

29/11/2021 14h04 — em Amazonas

Dirigido por Bruno Pereira, o curta-metragem retrata o calor manauara / Foto: Divulgação

Manaus/AM - As produções audiovisuais do Amazonas ganham cada vez mais destaque pelo país. Neste sábado, 27, o curta-metragem “Tá quente”, de Bruno Pereira ganhou o prêmio de Distribuição no II Festival Cinema Negro em Ação.

Contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), por meio da Lei Aldir Blanc, o filme vem sendo bem recebido em diversos festivais nacionais. O diretor e roteirista Bruno Pereira comemora a trajetória da produção.

“Estamos muito felizes com o resultado. É um curta-metragem que tem se destacado pelo país. O primeiro festival que participou foi o Festival Digital Curta Campos do Jordão, onde foram inscritos 1700 filmes de todo Brasil, ficando entre os 10 melhores. Ganhou menção honrosa no 9º FestCine Pinhais, foi para Jaraguá do Sul. Agora em novembro participou de quatro festivais e das Mostras Sesc do Pará e Amazonas.”

O calor manauara conduz o enredo. Em cenas cômicas, o filme mostra a relação entre Fabiano (Paulo Prestes), Maria (Andreia Omena), a Chefa (Sarah Margarido) e o clima característico da cidade, evidenciando a linguagem, os costumes e as estratégias para aliviar a quentura.

Assista "Tá quente" (2021)

 

 

Segundo o cineasta, o filme é um relato audiovisual de uma Manaus do dia a dia. “O projeto nasce com olhar de dentro pra fora em um filme que não é clichê, que mostra a Amazônia pelo próprio amazônida. A gente espera que as pessoas se identifiquem, que assistam e falem ‘olha, eu faço isso, também sou assim’”, diz Bruno Pereira.

II Festival Cinema Negro em Ação

A mostra aconteceu dos dias 20 a 27 de novembro como parte das comemorações dos 50 anos do Dia da Consciência Negra. O cineasta Jeferson Dé, diretor de Doutor Gama, foi o homenageado desta edição.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas