Compartilhe este texto

Polícia esclarece sobre participação de Máximo em seita e compras excessivas de Ketamina e Potenay

Por Portal Do Holanda

10/06/2024 14h55 — em
Amazonas


José Máximo. - Foto: Reprodução Facebook

Manaus/AM – O delegado Cícero Túlio, responsável pela Operação Mandrágora, que investiga o caso Djidja Cardoso, revelou nesta segunda-feira (10) que José Máximo, proprietário da Clínica Veterinária MaxVet, não tem envolvimento com a seita religiosa "Pai, Mãe, Vida", responsável por fornecer ketamina e promover seu uso de forma recreativa.

"Ele [Máximo] não tem qualquer vínculo com a seita religiosa. Segundo nossas apurações, sua função era exclusivamente fornecer esse tipo de material para ser utilizado nos rituais e reuniões realizadas por parte dessa seita", explicou o delegado.

José Máximo se entregou à polícia no sábado (8) e está sob investigação por fornecer ilegalmente ketamina à família Cardoso.

De acordo com o delegado, a Polícia Civil comunicou ao Ministério da Agricultura e Pecuária que a clínica de Máximo realizava compras excessivas de ketamina e Potenay, o que não condiz com o porte do estabelecimento.

"Os relatórios indicam a compra excessiva desse tipo de material, tanto ketamina quanto Potenay, que eram utilizados nos rituais dessa seita. Essa situação nos causa estranheza, pois há uma incompatibilidade entre o porte da empresa de Max e o volume de compras realizadas. Todos esses detalhes fazem parte do inquérito e já foram comunicados ao Ministério da Agricultura e Pecuária para subsidiar nossa investigação".

Além de Max, também estão presos Ademar Farias Cardoso Neto e Cleusimar Cardoso Rodrigues irmão e mãe de Djidja; Verônica da Costa Seixas, Claudiele Santos da Silva e Marlisson Vasconcelos Dantas, funcionários do salão de beleza Belle Femme, que pertence à família Cardoso.

Veja também

  • Dono da clínica Maxvet suspeito de vender Ketamina à família de Djidja se entrega em delegacia
  • Irmão de Djidja conheceu Ketamina em viagem a Londres para tratamento contra drogas
  • Família de Djidja Cardoso pretendia abrir clínica veterinária para facilitar compra de Ketamina
  • Fantástico mostra vídeo em que policiais tentam resgatar Djidja Cardoso
  • Família de Djidja Cardoso fazia uso de remédio bovino para crescer músculos
  • Morte de avó não está relacionada à de Djidja Cardoso, afirma delegado
  • Advogado mostra ferimentos causados pelo uso de Potenay nas pernas de Hatus Silveira
  • Caso Djidja: Clínica Veterinária Casa do Criador é alvo de buscas e apreensão em Manaus
  • Caso Djidja: Polícia flagrou coach aplicando Potenay, substância usada em cavalos
  • Bruno Roberto, Hatus Silveira e mais 2 passarão por audiência de custódia neste sábado em Manaus
  • Coach de Djidja deu entrevista para o Fantástico horas antes de ser preso em Manaus
  • Caso Djidja: funcionários são presos suspeitos de dar fim em provas após busca e apreensão na Clínica Maxvet
  • Inconsistência em depoimentos levou à prisão de ex-namorado de Djidja e coach, diz polícia
  • Suspeito de vender ketamina à família de Djidja, dono da Clínica Maxvet está foragido
  • Ex-namorado de Djidja e coach são presos em Manaus
  • Novos exames devem revelar se Djidja morreu por uso de Ketamina, diz polícia
  • Salão de Djidja tem registro de atividade veterinária que pode ter facilitado compra de droga
  • Polícia vai divulgar novas informações sobre caso Djidja e morte de idosa nesta sexta-feira
  • Psiquiatra responsável por avaliar homem que esfaqueou Bolsonaro vai defender família de Djidja

  • Siga-nos no
    O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

    ASSUNTOS: Amazonas

    + Amazonas