PM quebra o silêncio e fala sobre invasão de quartel por falso soldado

Por Portal do Holanda

04/11/2014 21h43 — em Amazonas


(Montagem: Portal do Holanda)

Um caso inusitado pôs a polícia militar do Amazonas em mais alto grau de alerta. Um homem ainda não identificado, usando a farda da própria PM, conseguiu sem grandes dificuldades retirar da base do Grupo Especial de Resposta e Intervenção Rápida (Gerir) uma submetralhadora, uma pistola PT.40, um rádio comunicador e 90 munições.

O grupamento fica nas dependências da Universidade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras e, conforme o armeiro, um elemento de cor clara, 1,86m de altura, forte e com postura de policial se apresentou como “Eduardo” e disse ter sido transferido do Comando Geral. Em seguida teria solicitado as armas, sendo prontamente atendido pelo oficial que sequer conferiu a escala ou registrou os dados do solicitante.

Ao descobrir a irregularidade, o comandante do Gerir, Belchior Marcos Rodrigues, iniciou as buscas do tal “Eduardo”. O armeiro Anísio Carioca foi ouvido na Delegacia Geral e preso em seguida. A assessoria de imprensa da PM/AM divulgou uma nota para imprensa onde confirma o ocorrido, diz que a investigação correrá em segredo e que não se trata de irresponsabilidade. Leia na íntegra:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

O Comando Geral da Polícia Militar no dever de informar a sociedade sobre o fato  ocorrido na Unidade Policial Militar do Grupo Especial de Resposta e Intervenção Rápida, sediado no Parque das Laranjeiras em Flores, nesta Capital, no dia 2 de novembro último, quando a referida unidade foi supostamente invadida por um elemento estranho à Corporação, esclarece: 

1.    Tão logo soube do ocorrido, este Comando Geral enviou ou local comitiva de oficiais para apurar in loco a grave ocorrência, uma vez que, aquela Unidade Policial Militar é da mais extrema importância para esta PMAM e conseqüentemente para as demais Forças de Segurança Pública do Estado do Amazonas.

2.    As investigações, ora em andamento com a colaboração da Secretaria de Estado de Segurança Pública obedecerão todos os tramites legais previstos no Regimento Interno da Polícia Militar, e será em caráter sigiloso para que, os responsáveis, na ocasião, pela segurança da sede do Grupamento recebam as medidas administrativas previstas das diretrizes da justiça policial militar em vigência.

3.    O Comando Geral da Polícia Militar reconhece de público a gravidade da situação em si, mas este fato jamais poderá ser indicativo de falta de responsabilidade e compromisso desta Instituição com a segurança pública, pelo contrário, a ousadia do “invasor” é a partir de agora um motivo a mais para que nossas unidades sejam ainda mais guarnecidas e vigiadas com rigor já a partir das áreas adjacentes onde estão instaladas. 

4.    Sem mais, a Polícia Militar deixa claro que, tornará público, em breve, todos os esclarecimentos coletados sobre este fato isolado para que, a sociedade amazonense possa ter a certeza renovada de que esta PMAM tem compromisso tão somente com a segurança de todos os cidadãos do Amazonas como ocorre há quase dois séculos de existência.      

Luiz Alberto Passos Navarro – MAJ QOPMAssessor de Comunicação Social da PMAM