Parque do Mindu bate recordes de visitação

Por Portal do Holanda

25/11/2014 15h28 — em Amazonas

O Parque Municipal do Mindu, administrado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), vem batendo recordes de público nos finais de semana, quando grupos de visitantes escolhem o espaço protegido para um passeio contemplativo ou reuniões de trabalho, tendo a fauna e a flora nativas da Amazônia como cenário.

Entre os últimos dias 20 e 23 de novembro (feriado prolongado), a unidade de conservação municipal recebeu 441 pessoas, distribuídos em diferentes grupos. No sábado, 16, somente em um dia, foi feito o atendimento a 400 pessoas que participaram de um evento promovido pela ONG Soka Gakai. Situado na avenida Perimetral, no Parque Dez, o Parque do Mindu é aberto à visitação de terça a domingo, das 7h às 17h. De acordo com a gestão do parque, o aumento no número das visitações foi registrado logo após a reinauguração das obras de revitalização do parque, em junho deste ano.

 “Essa linha de trabalho nos permitiu redescobrir o parque como um laboratório de ciência viva”, afirma Feitoza. Empresas, grupos de moradores, igrejas, associações comunitárias também utilizam o Parque do Mindu como local para a realização de fóruns, gincanas, workshops e grupos de debates. Além da fauna e flora, o parque possui estruturas físicas revitalizadas (auditório, anfiteatro e chapéu de palha), o que tem aumentado a procura do espaço para eventos de cunhos educativo e ambiental. “Para o próximo mês de dezembro, a agenda já está lotada e, para se ter uma ideia, já temos eventos agendados para março de 2015”, afirma o gestor.

A secretária Kátia Schweickardt destaca a importância da integração estabelecida com as instituições de ensino. O Parque do Mindu mantém hoje parcerias com instituições como a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Fametro, Unicel, Nilton Lins, Uninorte, Ciesa, Ifam, entre outras, o que permite atendimento acompanhado para grupos e trabalho voluntário.

 

Visitas

Logo na chegada, grupos de visitantes acima de dez pessoas são recebidos com uma apresentação sobre o parque, as problemáticas socioambientais enfrentadas por fragmentos florestais urbanos e a importância da presença da sociedade nesses espaços. Na sequência, as pessoas podem percorrer as trilhas, conhecer os espaços do parque com a completa liberdade de caminhar e contemplar a natureza.

Fotos: Júlio Pedrosa