Oito aeroportos devem ter gestão privatizada no Amazonas Oito aeroportos devem ter gestão privatizada no Amazonas

Oito aeroportos devem ter gestão privatizada no Amazonas

Por Portal do Holanda

28/09/2020 10h59 — em Amazonas

Aeroporto de Parintins é um dos que deve ter gestão privatizada - Foto: Divulgação

Manaus/AM - Oito aeroportos no interior do Amazonas devem ser privatizados pelo Governo Federal em 2022, conforme o projeto de valorizar a aviação na região. Os aeroportos de Barcelos, Carauari, Eirunepé, Lábrea, Maués, Parintins e de São Gabriel da Cachoeira são os que compõem esse planejamento, conforme reportagem do jornal Estado de São Paulo. 

A privatização deve ser parcial, de forma patrocinada, com investimento do poder público nos aeroportos. Será um Programa de Parceria de Investimentos (PPI) que deve ter um aporte financeiro de R$ 400 milhões do Governo Federal, em contrato que terá duração de dez anos. 

A parceria público-privada funcionará inicialmente com o governo pagando 95% da remuneração da empresa, uma contraprestação. Nos primeiros três anos do acordo, os recursos liberados serão para as empresas investirem em obras e ficarem responsáveis pela operação dos aeroportos. Nos sete anos seguintes, a empresa só ficará responsável pela operação, ainda contando com apoio financeiro do governo.

+ Amazonas