Mais de 40,4 mil beneficiários do INSS no Amazonas ainda não fizeram prova de vida obrigatória

Por Portal do Holanda

21/09/2021 15h00 — em Amazonas

Foto: Ilustrativa Pixabay / Comprovação pode ser feita por meio do aplicativo do Meu INSS

Manaus/AM - No Amazonas, mais de 40,4 mil aposentados ou pensionistas que não fizeram a prova de vida devem procurar o Instituto Nacional de Seguros Sociais (INSS) até 2022.  A comprovação voltou a ser obrigatória a partir de 1ª de junho e o INSS divulgou um calendário para orientar segurados fazerem a prova de vida e não terem os benefícios suspensos. E deve ser feita a cada ano aos que recebem benefícios por meio de conta corrente, poupança ou cartão magnético.

No Amazonas, mais de 241 mil beneficiários já estão quites com esse processo no órgão previdenciário, de um total de mais de 310 mil.

O segurado pode verificar qual foi a última prova de vida realizada para saber quando a prova de vida deve ser feita. Em calendário, o INSS informa que quem fez prova de vida em novembro de 2019 e não a fez em novembro de 2020, deverá fazê-la até outubro de 2021.

Já os segurados que não fizeram a prova de vida até setembro e outubro de 2020, por exemplo, têm até o dia 30 de setembro deste ano para fazer a comprovação de que estão vivos para continuar recebendo os benefícios. No próprio banco ou pelo aplicativo do Meu INSS o segurado pode saber que precisa fazer a prova de vida.

Se o beneficiário tiver biometria cadastrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou no Departamento de Trânsito (Detran), poderá fazer também a comprovação pelo aplicativo do Meu ISS sem necessidade de ir ao banco.

Em último caso, se não conseguir realizar a prova de vida diretamente na rede bancária ou através do aplicativo do Meu INSS, deverá entrar em contato com a Central 135 para agendar atendimento em uma Agência da Previdência Social. Mais informações pelo site https://meu.inss.gov.br/.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas