Governador José Melo define regras de uso da Arena da Amazônia

Por Portal do Holanda

07/11/2014 7h11 — em Amazonas

 

O governador José Melo determinou nesta quinta-feira, 6 de novembro, após visita à Arena da Amazônia, mudanças nas regras de uso do estádio para shows e eventos musicais. Entre as mudanças anunciadas está a proibição da montagem de palcos para shows e da presença de público no campo, mesmo com a proteção no gramado (easy floor). Uma portaria será publicada nos próximos dias pela Fundação Vila Olímpica (FVO) com os novos parâmetros.

 

As medidas são extensivas aos estádios da Colina e Carlos Zamith, que hoje realizam uma média de cinco competições locais por semana, segundo a FVO. Melo afirmou que a Arena da Amazônia continua com o conceito de arena multiuso e permanece disponível para shows. Mas haverá mudanças com a finalidade de garantir seu uso com qualidade para o futebol. Nos últimos eventos, mesmo com a proteção aplicada sobre o gramado, houve prejuízos com buracos na área onde o palco foi montado. Outro problema diagnosticado foi um ressecamento e “amarelamento” da grama após a retirada do easy floor.

 

“Essa é uma arena multiuso. Pode ser usada para futebol e para outros eventos de grande público. Mas para evitar novos danos ao gramado, a partir de agora, estou determinando que nada aconteça no gramado. Os palcos poderão ser montados, mas na grama sintética e as pessoas devem ficar nos anéis, nas arquibancadas, e não mais no gramado”, disse José Melo. A parte externa da Arena também continua disponível para receber os eventos musicais.

 

O governador ressaltou que o custo para a recuperação do gramado após os eventos não é a preocupação uma vez que os encargos estão previstos no contrato de aluguel. As novas regras visam garantir a recepção de jogos de times brasileiros da primeira divisão.

 

“Depois que o Flamengo jogou aqui, e lotou, despertou em outros clubes a ideia de virem para cá. O amazonense adora futebol. Quando tem um time bom jogando com outro, que é uma novidade, enche a Arena sempre. Os clubes brasileiros que sempre têm grandes dificuldades financeiras, e todos têm, terem a expectativa de fazer um jogo com 43 mil pessoas é raro. Só mesmo em grandes disputas no Maracanã, no Mineirão, fora disso não enche. Na arena os jogos daqui, seja da Copa ou depois, todos foram lotados”, comentou José Melo.

 

As sondagens dos clubes para realizar partidas no estádio amazonense aumentaram com a lotação nos últimos jogos. A partida entre Botafogo e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, realizada no final de outubro, teve público pagante de 42,3 mil torcedores e gerou renda de mais de R$ 4 milhões ao Botafogo, mandante da partida. O próximo jogo programado é pela 37ª rodada do Brasileirão, entre Flamengo e Vitória, previsto para acontecer em 30 de novembro.