Fórum Henoch Reis passa por reforma física

Por

10/07/2014 14h37 — em Amazonas

O fim da lixeira a céu aberto, a ampliação do muro para proteger os carros estacionados que ficam pelo lado de fora da área do prédio e a recuperação das vias internas do estacionamento que estão repletas de buracos. Estas são algumas das ações anunciadas pelo Departamento de Engenharia do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), para recuperar determinados setores do Fórum Henoch Reis, desgastados ao longo do tempo. A determinação para que o fórum passe por um serviço de manutenção, foi dada de forma urgente pela presidente do TJAM, desembargadora Graça Figueiredo.

De acordo com a presidente, o fórum está passando por diversas mudanças estruturais para corrigir alguns problemas e, com isso, oferecer melhor atendimento ao jurisdicionado e também ao servidor da instituição – explica Graça Figueiredo. O Henoch Reis concentra todas as varas cíveis e criminais da comarca de Manaus, os tribunais do júri e também as varas de família, as especializadas nas áreas da Infância e do Idoso, além das varas da Fazenda Pública e da Dívida Ativa.

Limpeza e segurança

A desembargadora determinou que sejam executados serviços para melhorar a segurança, reorganizar o estacionamento, iluminar a área externa e acabar com lixeiras expostas em frente ao prédio, que atraia urubus e exalava mau cheiro. Hoje, a área está completamente limpa. — A lixeira de concreto que ficar aberta, expondo os resíduos, será fechada. O ponto de entrega voluntária (PEV), onde o lixo era atirado de qualquer maneira, também será fechado — explica o engenheiro Haryson Otacy Rombaldy, do Departamento de Engenharia.

Criada para recolher lixo reciclado, o PEV estava acumulando lixo de todo tipo, fugindo dos reais objetivos para o qual foi criado, por isso a presidência decidiu fechar o quiosque. Também, segundo informou o engenheiro Rombaldy, será construída uma calçada na área lateral (que dá para a academia Cagin) onde hoje as pessoas caminham na rua. A calçada terá rampas de acesso a portadores de deficiência que utilizam cadeira de rodas.

Fotos: Raimundo Valentim/TJAM