Expoagro digital tem mais de 200 animais em exposição

Por Portal do Holanda

30/09/2020 13h47 — em Amazonas

Pelo menos 15 produtores participam da edição virtual da feira - Foto: Divulgação/Fazenda Geny

Manaus/AM – O Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) está coordenando o espaço "Negócios de animais", durante a 42ª Exposição Agropecuária (Expoagro), promovida pelo Governo do Estado, por meio do Sistema Sepror. Nesta edição, há 15 expositores de 10 municípios do estado e um total de 216 animais expostos para apreciação e venda. A feira acontece neste ano de forma totalmente online, por meio de plataforma digital que estará disponível até o dia 20 de outubro, no endereço www.expoagro.am.gov.br.

A exposição de animais é uma das atrações mais aguardadas pela população e criadores em feiras agropecuárias, e para não perder a tradição, o serviço migrou para o digital. De acordo com a zootecnista do Idam, Meyb Seixas, a opção garante à população a possibilidade de ver os animais e, para os produtores, está lançada a oportunidade de negócios.

Entre ovinos e caprinos há 55 animais sendo expostos. Da fazenda Amazônia Ovinos, de Manaus, há 36 animais para a venda, entre eles 33 ovinos (ovelhas) e três caprinos (cabras). A Estância Zanin, também de Manaus, colocou à venda nove animais, sendo seis caprinos e três ovinos. E, do município de Silves, a Fazenda Santo Antônio colocou à venda 10 ovinos. No site da 42ª Expoagro, é possível encontrar a raça e detalhe de cada animal.

No segmento de bovino de corte estão sendo expostos 73 animais, e a Fazenda Geny, do município de Iranduba, colocou à venda 300 embriões, além de três matrizes. A Fazenda Kamila e Fazenda Quirino estão expondo 20 novilhas (vaca que nunca ficou prenha) e 50 garrotes de engorda (boi macho e castrado, com idade de 15 a 24 meses).

Entre os bovinos de leite há 39 animais sendo expostos. De Boca do Acre, a Fazenda Simonik está expondo 10 novilhas e, de Manaus, a Fazenda São Pedro expõe 15 novilhas leiteiras. Já a Fazenda Paraíso, em Manacapuru, e a Amazon Nat, de Presidente Figueiredo, estão expondo cinco matrizes leiteiras, cada propriedade. A fazenda São José, de Autazes, e a Chácara Aninga, em Parintins, estão vendendo uma matriz leiteira, cada propriedade; e a Fazenda JL, em Apuí, colocou à venda três matrizes leiteiras.

Sul do Amazonas

Ainda na região sul do Amazonas, a Fazenda Betel disponibilizou cinco novilhas Girolando, com prenhez confirmada de tesouros Gir e Girolando, fruto de inseminação artificial.

Estão também em exposição no pavilhão "Negócios de animais" 20 equinos (cavalos) da Fazenda Gavião, localizada no município de Iranduba.

Na avaliação do diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso, é importante manter a tradição da exposição dos animais e, além disso, que sejam fechados negócios.

"São mais de 200 animais e expositores de 10 municípios do Amazonas, um marco que uma feira tradicional, infelizmente, não proporciona. Com a feira digital temos expositores de Manaus e Iranduba, mas temos também expositores de Apuí e Manicoré, cidades bem distantes da capital. E essa também é a oportunidade de todos os criadores do estado fazerem negócios, já que a maioria das feiras locais também foi cancelada por conta da pandemia do Covid-19", pontuou.