Escola pública estadual revela 160 jovens escritores

Por Portal do Holanda

11/11/2014 16h04 — em Amazonas

Estimular o prazer pela leitura e revelar jovens escritores. Com esta proposta o Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) Áurea Pinheiro Braga realizou, com o apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), sua “I Semana Artística, Literária Bilíngue”.

Um dos pontos altos da atividade educativa foi a exposição de 160 livros de contos, escritos por estudantes do 3º ano do ensino médio da própria escola. Para atender a proposta integral da semana temática, todas as 160 obras foram redigidas também em Língua Espanhola. 

Poeta Celdo Braga fez palestra

Títulos como: “Pela Estrada”, “Laura”, “Caminhos Obscuros”, “Sentimentos” e “A História de Clarisse” foram algumas das obras produzidas pelos jovens e que foram expostos no hall principal do Ceti, localizado na Avenida Brasil, bairro Compensa 3.

Os trabalhos versam sobre gêneros como poesia, crônica, romance, romance policial, contos de terror e outros.

Professora de Língua Portuguesa e uma das coordenadoras da “Semana Artística, Literária Bilíngue”, Rebeca Lima, disse que o trabalho de produção dos livros levou cerca de oito meses. “Foi um trabalho pedagógico intenso e diferenciado, que além de reforçar o ensino de Língua Portuguesa e Espanhola, estimulou a criatividade dos alunos, despertando-os para a escrita”, disse.

O resultado do trabalho, conta a professora, geraram obras de qualidade que versam sobre gêneros diversos. “Procuramos atrair a atenção dos jovens para a importância da escrita e da leitura. Dessa forma, os motivamos a redigir trabalhos sobre assuntos e temas de seu interesse”, disse Rebeca Lima, acrescentando que o projeto contou com coordenação também das professoras Luciana Amud e Leonice de Farias.

Talento para escrever

Uma das estudantes do 3º ano que passou noites em claro produzindo o livro “A história de Clarisse”, foi Anna Beatriz Feitosa.

Em seu livro, Anna Feitosa conta a história de uma jovem que possui transtorno bipolar e depressão, e que, por conta disso, enfrenta algumas barreiras em sua vida. “Foi uma experiência engrandecedora. Espero que todos entendam a mensagem de amor que tentei expressar com essa história de superação”, relatou Beatriz.

Na última segunda-feira (10), como parte da Semana Temática, os alunos assistiram à palestra do poeta, compositor e músico amazonense Celdo Braga, que na oportunidade falou aos alunos sobre sua história de vida enfatizando seu ingresso no mundo artístico.