DPE pede que governo e prefeitura comprem vacinas para grupos prioritários

Por Portal do Holanda

27/01/2021 18h20 — em Amazonas

Imunizantes para grupos prioritários no AM - Foto: Divulgação

Manaus/AM - A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) ingressou na Justiça com uma Ação Civil Pública para obrigar o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus a adquirirem, no prazo de 15 dias, doses de vacinas contra a Covid-19, em número suficiente para imunizar os grupos prioritários definidos no Plano Operacional da Campanha de Vacinação contra a doença. O prazo pode ser estendido e a ação ainda será julgada.

Conforme pleiteado na ação, as vacinas da capital devem ser custeadas, solidariamente, pela Prefeitura de Manaus e Governo do Estado e as doses do interior, com exclusividade, pelo Governo do Estado, em razão da insuficiência econômica dos municípios. Como medida de apoio para que a ação seja cumprida, há pedido de fixação de multa de R$ 100 mil, por dia de atraso na implementação da ordem judicial.

O pedido é assinado pelo defensor público, Rafael Barbosa, responsável pela Defensoria Pública Especializada em Interesses Coletivos. Ele argumenta na ação que é de conhecimento público que o Amazonas enfrenta o quadro mais caótico instaurado pela pandemia de Covid-19, marcado pela falta de oxigênio e pelo estrangulamento do sistema de saúde, público e privado, sendo a vacinação a única forma de controle efetivo do vírus.

De acordo com Rafael, outros estados e municípios, que exibiam curva de disseminação da Covid-19 mais contida, optaram por negociar com laboratórios internacionais, por própria conta, a aquisição de imunizantes. Contudo, em resposta a ofício enviado pela DPE-AM, no dia 11 de dezembro, que solicitava informação sobre a existência de plano estadual de vacinação, o “Estado deixou claro que não pretendia negociar, diretamente, com nenhum laboratório internacional”.

Ele cita ainda que, segundo dados oficiais, o Amazonas atingiu mais de 250 mil casos, com 7.146 óbitos acumulados, até 24 de janeiro de 2021. “Toda essa exposição confirma a perenidade do risco de dano irreparável, precisamente porque a única forma de controle efetivo do vírus seria através da vacinação, em duas doses, de toda a população do Amazonas, o que tem se revelado de difícil e improvável ocorrência”, sustenta.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas