Detentas montam horto em presídio e poderão trabalhar com remuneração

Por Portal do Holanda

22/09/2020 21h47 — em Amazonas

Foto: Divulgação

Foi anunciada nesta terça-feira (22), a criação de um horto no sistema prisional, para que detentas do Centro Detenção Provisório Feminino (CDPF), tenham a chance de remissão de pena e de conseguirem trabalhar com remuneração.

A novidade foi anunciada pelo secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Vinícius Almeida, durante a entrega de certificados do curso de jardinagem. “Vamos construir um horto dentro do sistema prisional que vai abastecer todas as unidades com as mudas necessárias aos jardins e às hortas”, anunciou o secretário.

O projeto ainda trará oportunidade de trabalho remunerado para as detentas, permitindo um salário a cada uma, dividido em quatro partes. “No terceiro lote de licitação que ainda está em andamento, nós teremos mais de 60 vagas de trabalho remunerado disponíveis. E aquelas que trabalharem no horto, serão inseridas nessas vagas. Gerando um segundo benefício, além da remição de pena”, afirmou Almeida.

Durante a cerimônia, 14 reeducandas do CDPF receberam o certificado com carga horária de 60h. O curso teve duração de dez dias. Segundo o instrutor do curso, Gerson Leal, o aprendizado foi adaptado à realidade do espaço e da situação das internas, com material didático para o acompanhamento. As internas aprenderam sobre o preparo do solo, reprodução por semeio, estaquia, indução de enraizamento, harmonização das plantas, confecção de vasos, entre outros.

+ Amazonas