Cresce o número de denúncias de quebra de medidas protetivas em Manaus

Por Portal do Holanda

21/10/2020 12h42 — em Amazonas

Foto: Divulgação

Manaus/AM - O aplicativo “Alerta Mulher que funciona exclusivamente para receber denúncias de mulheres que possuem medidas protetivas contra ex-companheiros registrou aumento no números de registros neste ano.

Até agosto deste ano, o app recebeu 39 chamadas de emergência. O número é três vezes maior que o total de acionamentos feitos ao serviço ao longo de todo o ano passado. A plataforma tem como objetivo de ser um canal mais rápido para mulheres vítimas de violências pedirem socorro da polícia. Uma base para atendimento dos chamados funciona nas dependências do 190, o serviço emergencial do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops). O monitoramento ocorre 24 horas por dia.

O cadastro no aplicativo acontece após a mulher vítima de violência doméstica registrar Boletim de Ocorrência (BO) em uma das três delegacias especializadas em Crimes contra a Mulher, e solicitar medida judicial protetiva. Com a medida protetiva em mãos, a vítima é encaminhada para o Serviço de Apoio Emergencial à Mulher (Sapem), que cadastra no serviço e orienta como instalar e usar o aplicativo.

Alerta Mulher permite que a vítima já cadastrada envie fotos e áudios. As informações são recebidas pela equipe de monitoramento do Ciops, que aciona uma viatura para atender à ocorrência.

“Quando a ocorrência é passada pelo sistema do ‘Alerta Mulher’, automaticamente é direcionada para a Polícia Militar, para que possa enviar uma viatura para atender a essa demanda”, explicou o capitão Renan Libório, chefe do Ciops.

O aumento mostra que as mulheres estão reagindo as ações dos agressores e estão buscando ajuda e o cumprimento da ordem judicial.