Após Governo prometer retorno seguro, escola é interditada com casos de covid em Manaus, diz deputado

Por Portal do Holanda

13/09/2021 9h06 — em Amazonas

Foto: Divulgação

Ontem (12), o deputado denunciou que a escola Raimundo Gomes Nogueira foi interditada por ter caso confirmado de Covid-19 após o retorno presencial.

Hoje (13), o parlamentar divulga provas, por meio de vídeos datados do dia 10 (sexta-feira), que  o governador Wilson Lima mente ao afirmar que o ambiente escolar é seguro para os alunos.

O deputado Dermilson Chagas afirma que o governador Wilson Lima mentiu ao afirmar que a volta às aulas 100% presenciais nas escolas foi preparada para ter segurança.

O deputado Dermilson Chagas recebeu novas denúncias de pais de alunos e de professores de que não há nenhum tipo de controle dentro das unidades escolares que possa, de fato, manter o que é preconizado pelos órgãos de saúde mundiais, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), e pela própria Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

Além de relatos dos pais de alunos e dos docentes, que forneceram dados sobre a falta de controle da segurança sanitária dentro das escolas, o deputado Dermilson Chagas recebeu vídeos e fotografias tiradas no último dia 10 (sexta-feira), que comprovam que as unidades escolares estaduais, dentre elas o Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Áurea Braga, localizado na Avenida Brasil, s/nº, na divisa dos bairros Compensa e Santo Agostinho, zona Centro-Oeste de Manaus, promovem aglomerações e não cumprem os protocolos exigidos, como o uso de álcool em gel, distanciamento social e o uso de máscaras, entre outros.

“Quem assiste ao conteúdo dessas imagens fica chocado, porque é clara a omissão da Seduc, do gestor da escola e, sobretudo, do governador, que compareceu ao evento de volta às aulas 100% presenciais também para mentir. É mentira, sim. E as imagens mostram isso, que eles perderam o controle e estão expondo as crianças e adolescentes ao risco iminente de morte. Essa volta às aulas presenciais foi uma imposição desse Governo que insiste não respeitar a vontade da maioria dos pais e dos professores, que não queriam e nem querem que seus filhos e alunos voltassem porque existe o risco que eles contraiam o vírus e venham a falecer”, desabafou Dermilson Chagas.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas