Amazonas ultrapassa os 130 mil casos de Covid-19 e confirma mais 19 mortes

Por Portal do Holanda

18/09/2020 18h48 — em Amazonas

Maias 858 casos nas últimas 24 horas - Foto: Divulgação

Manaus/AM - Os casos de Covid-19 no Amazonas ultrapassaram a marca de 130 mil contaminados pela doença, de acordo com dados do Boletim Diário Covid-19 da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), divulgado nesta sexta-feira (18). Foram confirmados mais 858 novos casos confirmados de Covid-19, totalizando 130.359.

Conforme o boletim, foram confirmados 11 óbitos por Covid-19 ocorridos nas últimas 24 horas, sendo seis em Manaus e cinco no interior do estado. Além disso, foram registrados oito óbitos por confirmação diagnóstica na data de hoje, elevando para 3.950 o total de mortes. Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, nesta quinta-feira (17), foram registrados 38 sepultamentos e quatro óbitos em domicílio. O boletim acrescenta ainda que 15.809 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, o que corresponde a 12% dos casos confirmados ativos.

Internações

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 302 pacientes internados, sendo 207 em leitos clínicos (75 na rede privada e 132 na rede pública) e 95 em UTI (47 na rede privada e 48 na rede pública).

Há ainda outros 61 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 38 estão em leitos clínicos (19 na rede privada e 19 na rede pública) e 23 estão em UTI (17 na rede privada e seis na rede pública).

Municípios

Dos 130.359 casos confirmados no Amazonas até esta sexta-feira (18), 47.111 são de Manaus (36,14%) e 83.248 do interior do estado (63,86%).

Além da capital, os 61 municípios têm casos confirmados: Coari (7.010); Parintins (4.571); São Gabriel da Cachoeira (4.228); Manacapuru (3.859); Tefé (3.587); Humaitá (3.143); Lábrea (2.662); Barcelos (2.594); Eirunepé (2.233); Itacoatiara (2.100); Santa Isabel do Rio Negro (2.095); Presidente Figueiredo (2.074); Iranduba (1.928); Tabatinga (1.831); Ipixuna (1.786); São Paulo de Olivença (1.626); Benjamin Constant (1.576); Maués (1.525); Careiro (1.484); Rio Preto da Eva (1.415); Manicoré (1.404); Pauini (1.331); Autazes (1.290); Boca do Acre (1.273); Santo Antônio do Içá (1.220); Alvarães (1.212); Carauari (1.181); Urucurituba (998); Atalaia do Norte (977); Tapauá (969); Barreirinha (954); Guajará (926); Nova Olinda do Norte (916); Itapiranga (842);  Fonte Boa (800); Nhamundá (787); Beruri (778); Anori (764); Anamã (748); Borba (709); Amaturá (690); Uarini (688); Novo Aripuanã (687);Urucará (674); Tonantins (612); São Sebastião do Uatumã (605); Itamarati (568); Juruá (510); Maraã (504); Manaquiri (486); Envira (471); Novo Airão (443); Japurá (440);  Canutama (396); Silves (395); Jutaí (369); Boa Vista do Ramos (349); Caapiranga (304); Codajás (251); Apuí (213); e Careiro da Várzea (187).

Óbitos

Entre pacientes em Manaus, há o registro de 2.456 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus. No interior, são 59 municípios com óbitos confirmados até o momento, totalizando 1.494.

A lista inclui Manacapuru (154); Parintins (126); Coari (107); Tefé (85); Tabatinga (81); Humaitá (75); Itacoatiara (68); Iranduba (56); São Gabriel da Cachoeira (55); Benjamin Constant (39); Autazes (36); Lábrea (37); Maués (33); Manicoré (33); Presidente Figueiredo (25); Barcelos (25); São Paulo de Olivença (25); Santo Antônio do Içá (25); Nova Olinda do Norte (24); Borba (22);  Rio Preto da Eva (20); Fonte Boa (19); Manaquiri (19); Careiro (19); Jutaí (16); Santa Isabel do Rio Negro (16); Tonantins (15); Guajará (14); Alvarães (13); Nhamundá (13); Boca do Acre (13);  Barreirinha (12); Novo Aripuanã (12); Anori (11); Carauari (15); Uarini (11); Eirunepé (10); Beruri (10); Amaturá (10); Itapiranga (8); Juruá (7); Novo Airão (7); Caapiranga (7); Urucará (7); Itamarati (6); São Sebastião do Uatumã (6); Tapauá (5); Silves (5); Ipixuna (5);  Careiro da Várzea (4); Pauini (4); Atalaia do Norte (4); Urucurituba (6); Maraã (4); Codajás (4); Boa Vista do Ramos (2); Envira (2); Japurá (1) e Anamã (1). Permanecem sem óbitos registrados: Apuí e Canutama.