Aldeias indígenas do Amazonas não terão campanha presencial

Por EBC/ Portal do Holanda

19/10/2020 15h42 — em Amazonas

Foto: Adam Mol/Funai

Para evitar que a covid-19 chegue a cerca de 5 mil e 500 indígenas que vivem no Vale do Javari, no Amazonas, não haverá campanha presencial para as eleições de novembro deste ano. Apenas via rádio. Até o momento não houve nenhum caso da doença entre os povos Marubo, Matís, Mayuruna, Kanamari e Kulina que vivem na região. O local fica no extremo oeste do Amazonas, bem na fronteira com o Peru.

A decisão de proibir a campanha corpo a corpo é da justiça eleitoral de Atalaia do Norte, uma das cidades que integram o Vale do Javari. Mas, justamente esse município que fica há mais de mil quilômetros da capital não possui emissora. Então, as rádios comunitárias dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas irão transmitir as propostas dos três candidatos a prefeito da cidade.

A justiça definiu que serão duas apresentações de, no máximo 5 minutos, para cada candidato. E haverá tradutor para a língua nativa dos indígenas.