Afeam terá acréscimo de 22% em recursos para crédito e renegociação

Por Portal do Holanda

26/02/2021 13h32 — em Amazonas

A artesã Margley Lopes obteve financiamento para comprar material para produzir peças de biscuit. Foto: Secom

Manaus/AM - Para o orçamento de 2021 a ser aplicado em crédito emergencial e renegociação, o Governo do Estado, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), terá um incremento de 22% em relação ao valor disponibilizado em 2020, passando de R$ 115 milhões para R$ 140 milhões.

No caso de renegociação, a previsão de movimentação será de até R$ 60 milhões, totalizando R$ 200 milhões em linhas de financiamento e renegociação para autônomos, micro e pequenos empreendedores e profissionais liberais.

O diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinícius Castro, destacou que, até o momento, a Afeam já movimentou R$ 34 milhões, tanto para crédito emergencial quanto renegociação, sendo o principal foco os financiamentos até R$ 100 mil. As taxas de juros variam de 2,6% até 7,2%, com bônus de desconto de adimplência em 25%.

“Uma das vantagens é a flexibilização, ainda, de pagamento desse crédito, com 180 dias para iniciar os pagamentos. É um crédito emergencial diferenciado. Uma política pública voltada de forma a atenuar o efeito da pandemia principalmente para os nossos comerciantes e prestadores de serviço do nosso estado, tudo feito de forma on-line pelo site da Agência”, afirmou Marcos Vinícius.

Para ter acesso ao programa, o interessado precisa enviar as documentações que constam no site da Afeam e, dependendo do valor solicitado, também é exigida garantia de avalista.

A Afeam também analisará o porte das empresas que queiram solicitar financiamento acima de R$ 100 mil. Mais informações, lista de documentos e demais informações sobre o Crédito Emergencial estão disponíveis no site da Afeam (www.afeam.am.gov.br).

A artesã Margley Lopes, de 44 anos, chegou a finalizar dois cursos no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e trabalha há uma década com a confecção de peças feitas de “biscuit”, técnica que utiliza massa de modelar especial.

Com as mudanças no funcionamento do comércio e escassez de matéria-prima, no caso o biscuit, a artesã observou a necessidade de obter uma ajuda de custo da Afeam, principalmente para comprar o material de fora do Amazonas e, assim, manter o negócio. Ela fez o cadastro no site do órgão e teve a notícia da aprovação, comemorando a liberação do crédito.

“Eu me senti uma privilegiada, porque para muitas pessoas não é aprovado de primeira. É tenso para nós artesãos, para nós empreendedores que precisam. Eu creio que é de grande valia e nos ajuda muito. É um incentivo para a nossa área de autônomos, que trabalha com isso e muitas vezes não é reconhecida”.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas