Aeroportos do Amazonas são privatizados em leilão que rende R$ 3,3 bilhões

Por Portal do Holanda

07/04/2021 10h46 — em Amazonas

Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Foto: Divulgação

Manaus/AM - Três aeroportos do Amazonas, entre eles o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, foram arrematados nesta quarta-feira (7), pela empresa Vinci Airports. O leilão faz parte de uma série de privatizações feitas no governo do atual presidente Jair Bolsonaro.

Além do aeroporto de Manaus, a Vinci comprou a concessão de 30 anos dos aeroportos de Tefé, Tabatinga, Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC) e Boa Vista (RR), que compunha o chamado Bloco Norte no leilão. O valor pago foi de R$ 430 milhões, ágio de 77,47%.

O leilão da Anac teve ainda a concessão de 9 aeroportos de cidades da região Sul (Bloco Sul) e 6 aeroportos da região central do país. Os dois foram privatizados pela empresa Companhia de Participações em Concessões.

O processo segue em andamento até a sexta-feira (9) e deve contar com o leilão de ferrovias e terminais portuários do Maranhão e Rio Grande do Sul.

Está é o segundo leilão realizado no governo de Jair Bolsonaroe arrecadou cerca de R$3, 302 bilhões. Nesta segunda etapa foram leiloados 22 aeroportos do país.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas