Siga o Portal do Holanda

Vítima da Covid-19

Primeiro óbito por coronavírus no Amazonas deve esperar uma semana para ser cremado

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os mascarados


Manaus/AM - Em entrevista coletiva online nesta quarta-feira (25), o governador Wilson Lima deu esclarecimentos sobre o protocolo que será seguido no destino dado ao corpo de Geraldo Sávio, 49, primeira vítima do coronavírus no Amazonas. A diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Pinto, informou que os corpos devem ser cremados ou enterrados em local isolado, conforme determinação da Anvisa. 

Wilson disse que conversou hoje com a viúva de Geraldo Sávio, que também é uma das infectadas com coronavírus de Parintins, e garantiu a ela que o seu esposo será cremado dentro de uma semana. A demora vai ocorrer porque o Amazonas não possui serviços de cremação, que é oferecido pela iniciativa privada. O governador informou que uma empresa está instalando o serviço em Iranduba e dentro de uma semana vai poder cremar o corpo da 1ª vítima da Covid-19 no Amazonas. 

“Daqui uma semana um crematório, na quinta-feira da semana que vem, estará pronto e o compromisso do governo é de conservar o corpo do Sávio. Quando o crematório estiver pronto ele será levado para ser cremado”, disse o governador em atendimento ao pedido da viúva. 

Na coletiva, também foi informado que a esposa de Sávio está isolada em uma residência, em Manaus. A viúva não está em estado grave.

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.