Trabalhadores aprovam greve na CPTM a partir do dia 24

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

04/08/2021 21h06 — em Variedades

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Funcionários das linhas 11, 12 e 13 da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) aprovaram a realização de uma greve a partir do próximo dia 24. Entre as reivindicações estão reajustes salariais e o pagamento do PPR (Programa de Participação nos Resultados) do ano passado.

De acordo com Múcio Alexandre Bracarense, secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil, outra assembleia será realizada no dia 23, um dia antes da data prevista para o início da paralisação, para confirmar se a decisão está mantida. Até lá, a companhia pode fazer alguma proposta aos trabalhadores.

O sindicalista afirma que o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) de São Paulo havia determinado que a CPTM aplicasse um reajuste de 3,63% para o exercício 2020/2021 e de 6,36% para 2021/2022. A empresa, entretanto, recorreu da decisão, que posteriormente foi cassada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho).

Ainda de acordo com Bracarense, a empresa não pagou o PPR de 2020, que já havia sido oficializado em acordo assinado com o sindicato.

Se, após a assembleia do dia 13, os trabalhadores confirmarem a greve, serão paralisadas as linhas 11-coral (Luz-Estudantes), 12-safira (Brás-Calmon Viana) e 13-jade (Luz-Aeroporto de Guarulhos) que, juntas, transportam cerca de 650 mil passageiros durante a pandemia de Covid-19.

Em julho, trabalhadores fizeram outra greve na CPTM, que atingiu as linhas 7, 8, 9 e 10, além de parte da 13. A paralisação foi organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo, Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana e Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo.

Na ocasião, a greve teve início no dia 15, mas o funcionamento das linhas voltou ao normal no dia seguinte, após um acordo entre funcionários e empresa. Esse acordo não abrange as linhas 11, 12 e 13, que são representadas pelo Sindicato dos Trabalhadores das Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil, que não participou da negociação.

Procurada pela reportagem para comentar o assunto, a CPTM não se manifestou até a publicação deste texto.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades