Compartilhe este texto

Saiba quem é Nyedja Gennari, mulher que encenou feto chorando em sessão do Senado

Por Folha de São Paulo

17/06/2024 18h30 — em
Variedades



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na manhã desta segunda-feira (17) a contadora de história Nyedja Gennari, 50, participou de uma sessão de debate no Senado, em que encenou um feto gritando ao ser realizado um procedimento aborto.

O tema em questão era a proibição da assistolia fetal aplicada em procedimentos de interrupção da gravidez.

Gennari foi convidada pelos organizadores do evento, composto pelo senador Eduardo Girão (Novo - CE), quem ela conhece da religião espírita. Esse não foi o primeiro convite que o político fez para ela contar uma história, inclusive sobre aborto. Na sessão, ela gritou: "Não! Quero continuar vivo".

Nascida em Cuiabá, mas radicada em Brasília -onde recebeu o título de cidadã honorária em 2019- ela conta histórias em eventos políticos e legislativos há pelo menos quatro anos.

Em uma sessão plenária de julho de 2020, quando se comemora o Dia Nacional do Quadrilheira Junino, Gennari foi fantasiada de noiva e, segurando um buquê de flores, declamou um poema.

Mas não é só esse tipo de participação que ela faz na política. Gennari também é assessora especial de Celina Leao, vice-governadora do Distrito Federal.

Além de contadora de histórias, Gennari é mãe de duas meninas, professora com 26 anos de experiência em sala de aula, escritora e arte educadora. Ela trocou o magistério para se dedicar à contação e criou o projeto As Minhas e as Outras Histórias, em que apresenta histórias criadas por ela mesma com figurino e cenografia, a depender do evento.

Como escritora, possui quatro publicações voltadas ao público infantil. "Podemos falar de assuntos sociais, temas da atualidade, das relações humanas, de qualquer coisa transformando tudo em história", escreveu ela em uma publicação na internet.

Mas o público infantil não é o seu único alvo. Há dez anos Gennari faz histórias personalizadas em casamentos, contando como os noivos se conheceram, por exemplo, e em eventos empresariais, onde narra a trajetória da empresa, e até em enterros.

A contadora de histórias trabalha também como mestre de cerimônias. Experiente em rádio, Gennari faz telegramas ao vivo, locuções e narrações de áudios em geral.

Em 2021, recebeu o troféu Baobá, prêmio concedido a contadores de histórias, escritores, editoras, movimentos e fundações que difundem a cultura brasileira.

REPERCUSSÃO NA APRESENTAÇÃO NO SENADO

O momento da contação de história de Gennari na sessão de debate do Senado viralizou nas redes sociais. A comoção, que surgiu com comentários negativos e ameaças em suas redes sociais, fez com que ela gravasse um vídeo se manifestando.

"Em nenhum momento a minha apresentação estava associada a esse PL que está sendo discutido. Eu não quero saber quem faz o aborto, não estou julgando quem faz o aborto. Eu sou uma mulher, sou mãe de duas filhas e em nenhum momento a minha história foi para agredir alguma mulher."

Gennari diz que, diante das ameaças que recebeu, foi na delegacia fazer boletim de ocorrência. "Se você é a favor do aborto, que legal. Se você é a favor de qualquer outra coisa, que legal. A gente tem opiniões diferentes e a vida segue, isso sim é democracia", disse.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades


22/07/2024

Correção