Reforma da esquina da Ipiranga com São João celebra Adoniran e deixa Caetano de fora

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

17/09/2021 13h05 — em Variedades

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo prevê reformar a esquina mais famosa da cidade -a do cruzamento da Ipiranga com a avenida São João- para torná-la um novo ponto de visitação no centro histórico da capital paulista.

Ainda em fase inicial, o projeto de requalificação urbana será bancado pela empresa privada que vencer a licitação a ser lançada pela gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB). O valor das obras foi orçado em R$ 4,8 milhões, e ainda não há data para o início do certame.

Compositor da música "Sampa", que eternizou o cruzamento no centro de São Paulo, o baiano Caetano Veloso ficará de fora das homenagens dedicadas a dois dos maiores nomes da música popular paulistana, Adoniran Barbosa e Paulo Vanzolini, que vão ganhar estátuas a serem instaladas na calçada. Vanzolini é autor do clássico paulistano "Ronda", canção que inspirou Caetano a escrever o trecho "alguma coisa acontece no meu coração / só quando cruzo a Ipiranga com a avenida São João".

De acordo com o secretário de Urbanismo e Licenciamento, César Azevedo, as obras integram o plano de requalificação da região central do município. "A ideia é que quem mora na cidade e também os turistas passem a visitar essa famosa esquina. Uma das nossas metas é resgatar o centro", diz ele.

Está prevista ainda padronização das fachadas dos prédios no entorno do cruzamento, que irão ganhar um revestimento padrão em um estilo que remete a uma São Paulo antiga, além de iluminação especial e grafites nas paredes externas dos edifícios históricos.

De acordo com os desenhos do projeto, o estilo retrô também estará presente na versão remodelada das placas das avenidas Ipiranga e São João, assim como nos postes de luz.

Mais uma atração prevista é a instalação de quatro estátuas no local. Além de Adoniran Barbosa e Paulo Vanzolini, vão ser homenageadas duas figuras tradicionais da cultura paulistana que quase não existem mais: o fotógrafo lambe-lambe e o tocador de realejo.

Cada escultura será colocada em uma das quatro esquinas do cruzamento -a de Vanzolini deve ter um banco ao seu lado, para que os visitantes possam tirar fotos com a estátua.

A intervenção mais recente na esquina das duas avenidas aconteceu em 2015. Na ocasião, o espaço para quem anda a pé foi ampliado, e a faixa de pedestres ganhou um desenho em "x" inspirado no famoso cruzamento entre as ruas Regent e Oxford, no bairro do Soho, onde está localizada a estação de metrô mais movimentada de Londres.

As faixas em formato cruzado permitem que as pessoas atravessem o cruzamento em diagonal.

Retrofit Outra aposta da prefeitura para requalificar o centro será o lançamento de um modelo de concessão dos edifícios públicos para a iniciativa privada, que deverá fazer obras de retrofit em troca da exploração comercial dos endereços.

"A requalificação do centro passa por uma série de incentivos fiscais", diz o secretário.

Ele se refere a uma lei municipal sancionada pelo prefeito há cerca de um mês que determina que confere isenção para obras que transformem prédios ociosos do centro em unidades habitacionais.

A região é uma das que concentra o maior número de imóveis vazios na cidade. O problema é causado tanto pelo alto valor dos aluguéis, que empurra a população mais pobre para as periferias, quanto pela deterioração do entorno.

Recentemente, outro projeto de requalificação urbana, a construção do Boulevard Brás, na região de comércio popular, causou atrito entre ambulantes e a prefeitura.

Os camelôs reclamam de não terem sido incluídos no projeto, que irá transformar a rua Tiers, uma das mais movimentadas, em um boulevard para pedestres. O caso está sob análise da Promotoria de Direitos Humanos que deve convocar uma audiência pública para discutir o tema.

Há previsão ainda de uma intervenção parecida na rua General Osório, também na região central, onde se concentram lojas de peças para motos. Os empresários têm se reunido com a administração municipal para revitalizar a via.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades