Compartilhe este texto

Mulher morre após ser deixada com o corpo em chamas às margens de rodovia em MG

Por Folha de São Paulo

20/02/2024 15h30 — em
Variedades



BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Uma jovem de 22 anos morreu após ser encontrada com o corpo em chamas às margens da BR-040 na noite desta segunda (19).

O caso aconteceu em Pedro Leopoldo, município da região metropolitana de Belo Horizonte. O trecho da rodovia liga a capital mineira a Brasília

A jovem, identificada como Layse Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva foi vista por um caminhoneiro que passava pela região e acionou a Polícia Militar. Segundo a corporação, ela tinha sido sequestrada.

Uma mulher de 34 anos e um homem de 36 foram presos por volta das 22h. A PM chegou aos suspeitos através de uma chave Pix repassada pelo casal à família depois de pedido de resgate.

A partir da chave, os policiais localizaram o nome do titular da conta e a placa do veículo utilizado pelo casal, que acabou sendo encontrado e preso em flagrante durante buscas em Venda Nova, região norte de Belo Horizonte.

Segundo o sargento Ismar Governo Campos de Amorim, do GER (Grupamento Especializado em Recobrimento) da PM, que localizou os suspeitos, a dupla pediu R$ 30 mil à família da jovem. O valor não foi pago. "Por isso queimaram a moça", disse ele.

Conforme o policial, gravações do pedido de resgate e vídeos estavam no telefone da mãe da jovem. Ainda segundo o sargento, a dupla negou participação nos crimes, e disse que estava tentando ajudar a mulher a fugir de traficantes.

A jovem estava desaparecida desde o domingo de Carnaval (11). Os pedidos de resgate só começaram uma semana depois, no dia 18. A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos suspeitos.

A mulher teve 80% do corpo queimado e foi levada em estado grave para o Hospital de Pronto-Socorro João 23, na capital mineira, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A Polícia Civil disse que investiga a morte da jovem e que realizou os primeiros levantamentos de informações e coletas de vestígios no local em que a mulher foi encontrada em chamas. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades