Compartilhe este texto

Fundação Palmares diz que voltará a incluir Elza Soares na lista de personalidades

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

21/01/2022 18h06 — em
Variedades



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Fundação Palmares afirmou que voltará a incluir o nome da cantora Elza Soares, que morreu aos 91 anos nesta quinta-feira (20) por causas naturais, na lista de personalidades negras da entidade —mas não informou quando isso será feito.

A confirmação foi feita à coluna pela assessoria de imprensa da fundação, após ser questionada se, com a morte da artista e toda a comoção em torno, ela seria novamente incluída no rol. A resposta, via email, foi positiva.

Em dezembro de 2020, o órgão ligado ao governo federal e dirigido pelo autodeclarado "negro de direita" Sérgio Camargo excluiu o nome de 27 negros de sua lista de personalidades homenageadas, incluindo o de Elza.

Também saíram do grupo ícones como a escritora Conceição Evaristo e os cantores Gilberto Gil e Martinho da Vila. A justificativa era de que ali só haveria homenagens póstumas.

Em nota publicada na quinta, a Palmares afirmou que "expressa profundo pesar" pela morte da artista brasileira, celebrada mundialmente pela voz marcante e atuação política e social. Camargo compartilhou a publicação em suas redes sociais, mas não fez nenhum outro comentário.

A Fundação Palmares foi criada em 1988 com o objetivo de preservar a cultura negra.

A secretaria Especial da Cultura, liderada por Mario Frias, também fez uma publicação nas redes sociais. "Nossos sentimos aos familiares e amigos. Fica o seu legado", diz o texto. O próprio secretário, porém, não deu declarações.

Elza Soares, que foi considerada a "voz do milênio" em uma votação de 1999 da rádio BBC de Londres, foi velada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro nesta sexta.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades