Siga o Portal do Holanda

Variedades

Defesa Civil condena 49 casas após rompimento de barragem na Bahia

Publicado

em

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - Cinco dias após o rompimento da barragem do Quati, no município de Pedro Alexandre (435 km de Salvador), a Superintendência de Defesa Civil da Bahia condenou 49 casas por danos estruturais.

Ao todo, 285 casas atingidas pela água da barragem foram avaliadas em Coronel João Sá, cidade que fica abaixo da barragem e que foi a mais atingida pelo rompimento --cerca de 40% sua área urbana foi alagada.

Do total de casas avaliadas, 201 não possuem dados estruturais. Mesmo assim, elas não serão liberadas para os moradores de imediato.

"Ainda vamos avaliar a questão geográfica. As casas que estão muito próximas ao rio, em áreas de risco propícias a alagamento, não serão liberadas. Quem estiver fora desta área, já vai poder voltar para casa", disse à reportagem o superintendente de Defesa Civil da Bahia, Paulo Sérgio Menezes.

A expectativa é que a vistoria seja concluída esta semana e que as primeiras famílias já possam retornar às suas casas.

Cidade de Coronel João Sá após rompimento da barragem Studio Júnior Nascimento/Divulgação Cidade de Coronel João Sá após rompimento da barragem      A barragem rompeu na última quinta-feira (11) após fortes chuvas terem atingido a região. A maioria das casas foi esvaziada e não houve mortos nem feridos com a enxurrada.

O rompimento deixou um total de 320 desabrigados e 2.080 desalojados em Coronel João Sá. Outras 80 pessoas ficaram desabrigadas e 760 desalojadas na cidade de Pedro Alexandre.

As famílias seguem abrigadas em escolas, em um ginásio esportivo, além da casa de parentes ou amigos.

A expectativa do prefeito de Coronel João Sá, Carlos Sobral (MDB), é que pelo menos 200 casas nas margens do rio do Peixe sejam interditadas por causa dos riscos de novos alagamentos.

A intenção é que estas casas sejam reconstruídas em uma região mais segura, distante das margens do rio. A ideia tem o apoio do governador da Bahia, Rui Costa (PT), que voltou a visitar a região neste domingo (14).

Nesta terça-feira (16), Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou a liberação de R$ 265,3 mil pelo governo federal para a cidade de Coronel João Sá. Os recursos devem ser destinados à compra de colchões, kits de higiene e de limpeza, travesseiros e cobertores.

O uso politico do caso Alejandro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.