Compartilhe este texto

Cidade de São Paulo abre xepa de vacina para crianças

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

17/01/2022 10h34 — em Variedades


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo abriu xepa de vacinas para crianças de 5 a 11 anos para aproveitar doses de frascos abertos que até o fim do dia não foram totalmente usados nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Essas doses remanescente serão para qualquer criança nesta faixa etária, mesmo as que não façam parte do grupo prioritário --com comorbidades, deficiência, e indígenas e quilombolas.

Para conseguir a imunização na xepa, o responsável precisa inscrever o nome da criança na UBS mais próxima de casa. Em caso de sobra, um funcionário da unidade vai ligar para aplicação da dose antes do fechamento do posto.

Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, cada frasco tem dez doses que precisam ser aplicadas em até 12 horas após a abertura da embalagem.

A vacinação de crianças na capital paulista começou nesta segunda-feira (17). Neste primeiro grupo, será vacinado o público de 5 a 11 anos com comorbidades, deficientes, indígenas e quilombolas.

A vacinação por faixa etária, em ordem decrescente, só deve começar a partir de 10 de fevereiro.

A capital paulista recebeu 64 mil doses na sexta-feira (14). A expectativa da prefeitura é vacinar 235 mil crianças deste grupo prioritário. Outro lote é esperado para esta quarta (19). "Do jeito que a cidade vacina rápido, essas doses podem acabar amanhã", disse Aparecido.

Na capital paulista, a vacinação de crianças começa às 8h nos postos, uma hora depois dos adultos.

As crianças devem estar acompanhadas de pais ou responsável maior de 18 anos. É preciso levar carteirinha de vacinação e comprovante de comorbidade ou deficiência.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades