Compartilhe este texto

Caetano Veloso posta vídeo e homenagem aos 80 anos de Chico Buarque: 'nunca deixei de amar'

Por Estadão Conteúdo (Agência Estado)

19/06/2024 8h14 — em
Variedades



O cantor Caetano Veloso não deixou de homenagear o amigo Chico Buarque no dia em que o músico celebra 80 anos. Nesta quarta-feira, 19, o artista publicou um vídeo relembrando momentos em que estiveram juntos ao som de uma versão ao vivo de Você Não Entende Nada e Cotidiano. "Vi Chico divino desde o começo", iniciou Caetano no texto postado na legenda. "Nunca deixei de amar. Seu lirismo, sua prosódia, seu melodismo, tudo."

Na sequência, o cantor afirmou ter lido todos os livros de Chico e ter achado Budapeste (Companhia das Letras), de 2003, "genial". Ao final, Caetano celebrou: "Bem-vindo aos 80". Clique aqui para assistir ao vídeo.

Amigos de longa data, os músicos já chegaram até a apresentar um programa na TV Globo juntos. Chico & Caetano, de 1986, reunia grandes nomes da música brasileira mensalmente às sextas-feiras. À época, a atração recebeu artistas como Tom Jobim, Cazuza, Elza Soares, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Rita Lee. Astor Piazzolla, Mercedes Sosa, Pablo Milanés e Silvio Rodriguez, convidados estrangeiros, também fizeram participações.

Chico & Caetano enfrentou alguns desafios. Tim Maia não compareceu à gravação do programa em que apareceria, o que obrigou a produção a exibir trechos do ensaio do artista. Também houve censura: a Divisão de Censura da Superintendência da Polícia Federal chegou a vetar a execução da música Merda, de Caetano. No jargão teatral, a expressão é semelhante a "boa sorte".

A atração ainda deu origem a um LP, Os Melhores Momentos de Chico & Caetano, que incluiu versões de Água de Março, com a dupla e Tom Jobim, e Festa Imodesta. Apesar do veto, Merda foi incluída no disco.

A relação entre os dois, porém, também foi marcada por alfinetadas entre Chico e os tropicalistas. A rivalidade, narrada pelo jornalista Tom Cardoso no livro Trocando em Miúdos - Seis Vezes Chico (Record), se estendeu do fim dos anos 1960 até o programa televisionado pela Globo.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Variedades

+ Variedades