Alta ocupação em UTIs deixa oito cidades da Grande SP em alerta

Por Folha de São Paulo / Portal do Holanda

15/01/2021 21h06 — em Variedades

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - governo João Doria (PSDB) colocou nesta sexta-feira (15) oito cidades da Grande São Paulo em alerta por estarem com ocupação acima de 80% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para Covid-19.

Mesmo assim a região metropolitana foi mantida na fase amarela do Plano São Paulo de combate ao coronavírus.

Com isso, o governo recomenda que os municípios de Carapicuíba, Embu das Artes, Ferraz de Vasconcelos, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mairiporã e Mogi das Cruzes mantenham restrições da fase vermelha, que são mais rígidas. No total, foram 43 cidades de todo o estado incluídas na lista de alerta do governo.

"Tenho certeza que os prefeitos dessas cidades de São Paulo, em uma grande união articulada com o governo do estado, farão a diferença salvando vidas", disse o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

A Prefeitura de Carapicuíba afirmou que tem realizado ações de enfrentamento ao coronavírus. Uma das medidas foi a contratação de 65 leitos particulares de UTI e clínicos do Hospital São Camilo, na cidade vizinha de Cotia, e que, segundo a administração municipal, não entraram na contabilização do governo do estado.

A cidade também destacou que, desde o início da pandemia, a Secretaria Estadual de Saúde determinou que o Hospital Geral de Carapicuíba atendesse outras enfermidades e que os pacientes com Covid-19 fossem encaminhados para o Hospital Geral de Itapevi. Isso, segundo a prefeitura, elevou os índices de ocupação, já que a cidade passou a ter menos leitos exclusivos para coronavírus.

O município de Franco da Rocha atribui sua taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19, de 88,4%, ao Hospital Estadual, que está localizado no município, mas que é referência para toda a região. A prefeitura disse que ainda não recebeu orientação oficial do governo do estado e estudará as medidas cabíveis assim que isso ocorrer.

A administração municipal defendeu ainda que as cidades da região metropolitana não podem tomar medidas restritivas de maneira isolada, pois são "inócuas e injustas". "Não adianta restringir atividades na cidade enquanto os municípios vizinhos, que ocupam os mesmos leitos, permanecem funcionando normalmente".

A cidade de Mogi das Cruzes informou que as novas diretrizes da fase amarela já estão em estudo pelo Comitê Municipal que trata das ações contra a Covid-19 para determinar as medidas a serem tomadas. A prefeitura afirmou que acompanha as orientações do governo do estado.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba afirmou que está reunindo o secretariado para definir e planejar as ações que serão realizadas. Já a cidade de Mairiporã disse que divulgará na segunda-feira (18) as medidas que a serem adotadas.

Embu das Artes rebateu os 100% de ocupação citado pelo governo estadual e disse que o Hospital de Campanha Municipal, instalado provisoriamente no Hospital Leito Irmã Anette, desde julho de 2020, está hoje com taxa de ocupação de 42,5 % na enfermaria (40 leitos) e taxa de ocupação de 60% na UTI (5 leitos). "Os dados municipais de capacidade hospitalar por leitos de enfermaria e de UTI são suficientes para suprir a atual demanda municipal", afirmou em nota.

Procuradas, as prefeituras de Ferraz de Vasconcelos e Itapecerica da Serra não se manifestaram até a publicação desta reportagem.

Covid-19 - cidades em alerta:

Carapicuíba - 90,8%

Embu das Artes - 100%

Ferraz de Vasconcelos - 82,2%

Franco da Rocha - 88,4%

Itapecerica da Serra - 80%

Itaquaquecetuba - 100%

Mairiporã - 90,1%

Mogi das Cruzes - 80,3%

Média na Grande SP - 69%

Média no estado - 67,5%

Média na rede municipal de saúde na cidade de São Paulo - 62%

Fontes: Governo de São Paulo e Prefeitura de São Paulo

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades