Alok estará na abertura do Festival ABCR

Por Estadão Conteúdo / Portal do Holanda

23/06/2021 10h51 — em Variedades

Não é de hoje que o Alok é ligado a filantropia. Em dezembro de 2020, o DJ lançou o Instituto Alok, que fomenta ações de combate à exclusão social e geração de oportunidades. Ele doou R$ 27 milhões para o fundo - parte do valor vem de recursos próprios. O restante de uma parceria do DJ com o game Garena Free Fire.

Agora, em 2021, Alok participará da abertura do Festival ABCR que, neste ano, será 100% online por causa da pandemia, no dia 28 de junho. O evento é da Associação Brasileira de Captadores de Recursos, que divulga conteúdos para organizações da sociedade civil de todo o Brasil.

O tema deste ano será "Conexões para Mudar o Mundo", com uma programação repleta de conteúdos sobre novas tecnologias, serviços e estratégias trazidas por especialistas nacionais e internacionais. Participarão representantes de entidades como, Hospital Pequeno Príncipe, Greenpeace, Teto, Médicos sem Fronteiras, Rotary e Graac, por exemplo.

"Nós servimos como referência, inclusive, para promoção de temas que às vezes, no dia a dia, as pessoas falam tanto ou não têm tanto conhecimento. Elas encontram no Festival respaldo pra isso. O Festival ABCR tem a qualidade de colocar em pautas temas que são próprios da profissão e que são fundamentais para os captadores. Com isso, conseguimos influenciar os profissionais", João Paulo Vergueiro, diretor executivo da ABCR.

Serão ofertadas 15 horas de conteúdo sequencial e mais de 60 horas de conteúdo total. Todas as sessões podem ser vistas ao vivo e também ficam disponíveis gravadas por mais três meses depois do evento. O investimento para participar do Festival é de R$ 330,00 - 70% mais barato que no ano passado. As inscrições podem ser parceladas em até 12 vezes e membros da ABCR têm 20% de desconto. Atualmente a rede de associados da ABCR é composta por mais de 400 pessoas distribuídas por quase todos os Estados do País.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Variedades