Compartilhe este texto

Estão matando os empregos da ZFM


Por Orsine Jr.

03/05/2022 8h14 — em
Turismo, eu acredito!


Foto: Reprodução

A cada dia que passa, vemos a eminência da morte de milhares de postos de trabalho em nosso Estado. Nossa Zona Franca de Manaus (ZFM) tem recebido “tiros” constantes no seu modelo de trabalho, que, diariamente, nos ajuda a manter a floresta em pé, gera renda e põe o pão de cada dia na mesa das famílias amazonenses.

A alíquota zerada do IPI nos concentrados afeta também os municípios do interior do Estado, como Maués, Presidente Figueiredo e Parintins, que fornecem insumos para as indústrias de bebidas do Polo Industrial de Manaus (PIM). Vale destacar que além dessas atividades, essas três cidades têm potencial turístico imensurável.

Defendemos irrestritamente a ZFM, mas não podemos fechar os olhos para outros modelos de desenvolvimento econômico no Amazonas. Com a criação da Zona Franca do Turismo (ZFT) e uma forte consistência deste novo modelo de “economia sustentável”, elevaríamos o desenvolvimento do interior e deixaríamos de ser “reféns” do atual modal.

Maués, que é Terra do Guaraná, tem as mais belas praias do Norte, é conhecido como o “Caribe Amazonense” e conta com a famosa Ilha de Vera Cruz. Parintins, além do Boi-Bumbá, tem a Serra da Valéria, várias opções culturais, praias e uma orla onde se pode apreciar e o Rio Amazonas e ter uma vista privilegiada do por do sol. Presidente Figueiredo tem 159 cachoeiras, sendo 49 catalogadas, e o Lago se Balbina, famoso pela pesca esportiva do tucunaré.

Por que não investir e fortalecer o turismo nesses destinos?

Pela implantação da Zona Franca do Turismo - ZFT e a defesa da ZFM, turismo eu acredito!

Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Turismo, eu acredito!

+ Turismo, eu acredito!