Turismo - Orsine Jr - Dia Nacional do Turismo: o que temos a comemorar?

   Compartilhe este texto

Dia Nacional do Turismo: o que temos a comemorar?

Por ORSINE JR.

09/05/2022 22h24 — em Turismo

Foto: Reprodução

No dia 8 de maio, foi o comemorado o Dia Nacional do Turismo, mas a pergunta é: o que o turismo nacional tem a celebrar? Embora seja uma grande indústria — movimenta a economia e gera milhares de empregos e renda — o segmento ainda fica aquém do potencial que tem. Falo isso porque, infelizmente, o turismo brasileiro ainda precisa “driblar” vários gargalos para atingir o patamar merecido. 

Quando falamos em resultados, em 2021, o turismo movimentou, no país, R$ 152 bilhões, valor 12% maior que o registrado em 2020. O resultado demonstra que, mesmo diante das adversidades, o turismo é um segmento de “poder” e que, se receber a atenção e investimentos necessários, tende a prosperar e beneficiar ainda mais o nosso país, naturalmente rico em biodiversidade e cultura, fatores atrativos e de “peso” na hora da escolha de um destino turístico. 

Em se tratando do potencial do Amazonas, nosso Estado dispensa apresentações. Somos conhecidos pela floresta mais encantadora do mundo, pelos rios com dimensões a perder de vista, fauna diferenciada e, claro, pela cultura única. Mas tudo isso é suficiente para tornar o turismo uma matriz econômica local? A resposta é “não”. 

O turismo amazonense ainda é carente de infraestrutura, de mão de obra qualificada e mesmo com recursos disponíveis para o setor (são mais de R$ 1,2 bilhão, por ano), por meio do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI), o setor não recebe os investimentos merecidos. Nossas estradas são precárias, como a AM-010 (Itacoatiara), AM-352 (Novo Airão), BR-174 (Presidente Figueiredo) e a BR-319 (Transamazônica). Sem conectividade é impossível se fazer turismo.

A infraestrutura da capital, infelizmente, deixa, e muito, a desejar. Não dispomos de uma marina pública, estrutura decente para apreciar o Encontro das Águas, de uma rodoviária adequada, o zoológico do CIGS precisa de um investimento maciço, e os aeroportos de várias cidades do interior precisam de balizamento. O turismo amazonense precisa de investimento, ações e divulgação!
 
Precisamos sanar todos esses gargalos para, enfim, termos o que comemorar o Dia do Turismo. Pelo melhor ao setor, Turismo Eu Acredito!



ASSUNTOS: Turismo

+ Turismo