Abaixo-assinado quer remoção de site que divulga documentos das pessoas na internet

Por Portal do Holanda

24/07/2015 14h54 — em Tecnologia

Manaus/AM - Um novo site tem tirado o sono de muitos brasileiros por conta da invasão de privacidade de dados pessoais. O Tudo Sobre Todos virou uma ferramenta de consulta particular, onde é possível coletar informações de qualquer pessoa do país como número de telefone, endereço e cpf. Além disso, a página também chega a expor nomes dos parentes, pessoas que residem na mesma casa e até quem são os vizinhos. Fora o detalhe que também é possível encontrar qualquer rede social do indivíduo consultado.

Trata-se de um site que assusta pela forma de busca. Mesmo com poucos dados é possível encontrar qualquer pessoa. Um nome comum como “José”, por exemplo, pode ser listado por localidade, ou mesmo por data de nascimento.

Para ter acesso a dados mais detalhados das pessoas, o site disponibiliza uma conta, onde são pagos créditos como recarga de celular. O valor varia de R$ 0,90 a R$ 9,90. Se a pessoa quiser dados de mais indivíduos pode aderir a um plano de R$ 79. Os créditos têm validade de três meses. Offline

Já existe um abaixo-assinado junto à Superintendência da Policia Federal em Rondônia, mas a tendência é que demais estados brasileiros devam aderir a esta medida, uma vez que com os dados expostos a quem quer que seja possam ser usados por estelionatários. 

Origem

De acordo com informações, o site é administrado pelo grupo Top Documents LLC, que teria sede nas Ilhas Mahé, na República das Seicheles, na Oceania. A empresa presta serviço a pessoas e empresas e usa servidores franceses para executá-los.

Casos similares

Um caso similar foi registrado em maio do ano passado quando o site “Fonedados" foi tirado do ar por violar os termos de divulgação, ao expor de forma gratuita nome completo e documentos de brasileiros. A página era falha e apresentava muitas vezes dados atrasados em até 14 anos.

Outro site que foi tirado do ar pelo mesmo motivo foi o “Nomes Brasil” , que enumerava os situação cadastral dos CPFs dos brasileiros.

Fonte: Correio 24 Horas