Tatuagem no ânus, igual de Anitta, traz risco à saúde e pode levar à morte

Por Portal do Holanda

24/02/2021 9h46 — em Saúde e Bem-estar

Foto: Reprodução Instagram

Anitta polemizou ao surgir em um vídeo vazado tatuando o ânus. O local incomum para se fazer uma tatuagem deu o que falar nos últimos dias.

Especialistas não orientam que o ânus seja tatuado, pois traz risco de infecção. “A tatuagem nada mais é do que múltiplas microperfurações na pele. Ela fez isso com a pele de uma região que é altamente contaminada porque ali passam fezes e, muitas vezes, urina. Por isso, aumentam as chances de ela ter uma infecção geralmente bacteriana, o que pode levar ao processo inflamatório”, explicou a dermatologista Flávia Ravelli em entrevista ao “Notícias da TV”.

A médica alerta que por ser um local abafado, uma possível infecção no local pode ocasionar outros complicações de saúde como a Síndrome de Fournier. "É uma infecção extremamente grave e com altas chances de risco à vida, o índice de letalidade é alto. Geralmente, durante o tratamento, a pessoa fica internada em Unidade de Terapia Intensiva”.

A dermatologista orientou que a tatuagem deve ser feita com técnicas de assepsia adequadas. No caso de Anitta, a cantora fez o desenho em sua mansão e não num estúdio de tatuagem. “Se a tatuagem não for feita com as técnicas de assepsia adequadas, existe o risco de contrair uma doença infecciosa como sífilis, hepatite B, hepatite C e HIV. Acredito que ela só tenha feito a tatuagem porque realmente não conversou com nenhum médico e não recebeu orientação. Se ela conversasse sobre os riscos de uma tatuagem nessa região, acho que teria pensado duas vezes”, opinou a profissional.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Saúde e Bem-estar