Siga o Portal do Holanda

Saúde e Bem-estar

Sintomas não evidentes aumentam taxa de mortalidade por câncer renal

Publicado

em

Foto: Reprodução

O câncer de rim é o terceiro mais frequente no aparelho urinário masculino, ficando atrás somente dos cânceres de próstata e bexiga. Representa aproximadamente 3% das neoplasias malignas em adultos no Brasil. Recentemente, o ex-goleiro do Corinthians, Jairo do Nascimento, que fez história no clube paulista nos anos 1970, foi diagnosticado com um tipo raro da doença, o que mobilizou a solidariedade do clube de futebol.

De acordo com o urologista Giuseppe Figliuolo, do Centro de Urologia do Amazonas (Urocentro), aproximadamente 30% dos pacientes só são diagnosticados após a metástase (disseminação da doença para outras partes do corpo). Como a maioria não apresenta sintomas - apenas 5% dos pacientes podem apresentar os principais sinais da doença –, a taxa de mortalidade dos pacientes diagnosticados com câncer de rim é alta, alcançando até 50%.

“Normalmente a doença só é localizada quando se faz exame em busca de outras coisas. Por isso reforçamos a importância da prevenção, do acompanhamento anual do funcionamento do aparelho geniturinário, principalmente em pessoas com idade entre 50 e 70 anos”, afirmou o especialista. Como a frequência é maior na população masculina, Figliuolo alerta ainda para a necessidade de conscientização, uma vez que os homens tendem a negligenciar os cuidados com a própria saúde.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde, apontam uma estimativa da incidência de 6,2 mil casos de câncer de rim para 2018 no Brasil, sendo 3,7 mil casos em homens e 2,5 mil em mulheres.

Tratamento

A cirurgia é o único tratamento curativo definitivo para o câncer de rim.  Métodos como a laparoscopia, considerada minimamente invasiva, já são utilizados com sucesso em vários casos.  “Esse tipo de cirurgia é realizada com pequenos furos, por onde o médico insere uma micro-câmera e as pinças necessárias para o procedimento, o que diminui a dor, além de tornar o processo de recuperação mais rápido”, explica Giuseppe Figliuolo.

Outro procedimento já realizado em Manaus e que garante a preservação do rim, é nefrectomia parcial, que consiste na retirada somente do tumor renal, preservando o órgão.

Diagnóstico e fatores de risco

Tabagismo, obesidade, hipertensão e histórico familiar são alguns dos fatores de risco para o câncer renal. Além disso, de 6% a 10% dos pacientes apresentam dor no flanco, sangue na urina e massa abdominal palpável. No entanto, a forma mais frequente de diagnóstico são os achados incidentais em exames de rotina, como a ultrassonografia do abdômen.

O diagnóstico definitivo da doença é feito através de exames de imagem, como a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética, seguidos de biópsia da lesão, cujo tecido é retirado cirurgicamente e submetido à análise patológica.

O que Bolsonaro vem fazer em Manaus

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.