Psicóloga explica como a ansiedade afeta jovens e crianças na pandemia

Por Portal do Holanda

11/05/2021 9h50 — em Saúde e Bem-estar

Foto: Pixabay

A pandemia do coronavírus afetou a saúde mental de muitas pessoas, inclusive dos jovens e adolescentes. E a ansiedade é uma reação considerada normal a situações estressantes, mas em alguns casos, ela se torna excessiva e pode causar problemas nas situações de cotidiano das pessoas, tanto na vida social quanto na vida profissional e familiar, explica a coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade Santa Teresa, Juliana Borges.

Segundo Juliana, a maioria das pessoas tem dificuldade de se concentrar no presente e a todo momento está pensando no futuro. “Ficar preocupado por algo real é normal do cotidiano, mas quando a pessoa passa a só perceber o lado negativo das situações ou se incomoda excessivamente a ponto de perder o sono todos os dias, se afastar das pessoas, não conseguir mais buscar um objetivo claro e real para a vida, então, há necessidade de se procurar ajuda ”, afirmou.

Ela diz que a ansiedade se manifesta com sintomas psicológicos e físicos. Há pessoas, por exemplo, que vão sentir náuseas e dor de cabeça e outras manifestarão nervosismo, problemas de concentração, medo constante, preocupação exagerada, irritabilidade e pensamentos descontrolados de caráter negativo. “Para fazer o diagnóstico correto é necessário investigar os sintomas apresentados e o histórico de vida da pessoa e para confirmação ou não de um transtorno de ansiedade, no qual, deve ser verificado um conjunto de sintomas físicos, que deve ser experimentado junto com os sintomas psicológicos. Nesse caso, deve buscar ajuda a um profissional especializado”, frisou.

No caso das crianças e jovens, os sintomas que podem servir de alerta para os pais são dificuldades para relaxar, concentração reduzida na hora das aulas e tarefas, alteração do sono (dormir muito tarde) e da alimentação (não querem manter a rotina e pulam refeições), ficam por muito tempo em bate-papos nas redes sociais e jogos virtuais. “Normalmente, as crianças e jovens utilizam essas ferramentas para evitar lidar com o momento presente”.

De acordo com Juliana Borges, são vários os motivos e causas que podem desencadear a ansiedade, uma delas são as situações novas, como é o caso da pandemia de Covid-19, doença que surgiu de forma desconhecida para todos e que somente depois foram sendo divulgadas informações sobre como se prevenir. “Toda essa situação trouxe novas responsabilidades e muitos tiveram que lidar com situações que não estavam acostumados, como cuidar dos irmãos, dos avós, da casa e, ainda, ficar confinado, sem poder ver os amigos e ir à escola”.

Juliana Borges orienta que, para manter a saúde mental, é importante ter um momento para si. No caso das crianças, é necessário brincar, fazer boas leituras, conversar com amigos e familiares pelo telefone, com o amigo vizinho, mesmo que seja da janela de sua casa.

Aos adolescentes e adultos, a recomendação é praticar exercício físico, manter uma rotina todos os dias, fazer meditação e conversar com os amigos contribuem e muito para o bem-estar físico e psicológico. “Quando necessário, é importante procurar um psicólogo e psiquiatra e outros profissionais da área de saúde se houver indicação”, orientou.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Saúde e Bem-estar