Compartilhe este texto

Inverno amazônico: especialistas apontam cuidados contra síndromes gripais

Por Portal Do Holanda

01/02/2024 9h38 — em
Saúde e Bem-estar


Foto: Divulgação

Manaus/AM - Dados da Secretaria Municipal de Manaus (Semsa) mostram que a capital amazonense registrou, nos últimos meses, um aumento nos atendimentos relacionados a síndromes gripais, que passaram de 1.535, em novembro passado, para 1.629, no mês seguinte. Variações de temperatura, no chamado inverno amazônico, são um dos fatores que desencadeiam o aumento da incidência de síndromes gripais em várias cidades do Amazonas.

Diante disso, especialistas reforçam a importância de se compreender os sintomas, adotar medidas preventivas, buscar orientação médica e redobrar os cuidados, sobretudo com as populações mais suscetíveis, a exemplo de crianças, pessoas imunodeprimidas e idosas.

De acordo com a infectologista da Hapvida NotreDame Intermédica, Carla Godoy, a síndrome gripal é um conjunto de sinais e sintomas compostos por febre, tosse e dor de garganta. Além disso, podem surgir mialgia (dor nos músculos), cefaleia (dor de cabeça) ou artralgia (dor nas articulações).

A médica ressalta que os quadros são, geralmente, causados por vírus e que o clima influencia a facilitação da transmissão de indivíduo para indivíduo, sendo maior quando há aglomeração de pessoas.

“Isso se verifica mais claramente nas áreas temperadas do globo terrestre, que incluem as regiões Sul e Sudeste do Brasil. Nas regiões equatoriais e subequatoriais, não temos um momento de baixas temperaturas, porém há o aumento de chuvas e, nessa situação, também acaba ocorrendo aglomeração em ambientes fechados”, detalha.

Em Manaus, o recente aumento ocorreu nas faixas etárias de 20 a 59 anos, que passaram de 711 para 942 atendimentos. Segundo o Ministério da Saúde, casos de influenza cresceram também em outras cidades do país nas duas primeiras semanas do ano.

Medidas preventivas

Godoy destaca que, para diminuir o risco de se contaminar, é importante evitar contato direto com pessoas gripadas, ambientes aglomerados e pouco ventilados, principalmente nos períodos de alta circulação viral em cada região do País.

Outra atitude importante é evitar tocar a boca e os olhos sem higienizar as mãos. “Uma vida saudável sempre é um apoio ao sistema imunológico: alimentos frescos, boa hidratação, atividades físicas e períodos adequados de descanso”, sugere Carla.

Cuidados com as crianças

Síndromes gripais em geral, incluindo a covid-19, também acometem as crianças. O pediatra Rafael Braiti, também da Hapvida NotreDame Intermédica, destaca os cuidados necessários.

“Pessoas abaixo de dois anos de idade são mais vulneráveis aos resfriados e às gripes. Nessa faixa etária, é comum que os pequenos tenham, em média, seis ocorrências por ano. É necessário, nesse contexto, redobrar os cuidados com crianças prematuras, sobretudo aquelas com doenças crônicas, asma, bronquite, diabetes, câncer, leucemia, dentre tantas outras”, orienta.

“Caso a criança apresente sintomas gripais, deve-se manter a hidratação e a alimentação adequada. A lavagem nasal com soro é fundamental para aliviar o desconforto da descongestão. Toda e qualquer medicação, a exemplo de antitérmicos para aliviar a febre, deve ser administrada via prescrição médica, de acordo com a necessidade de cada caso”, afirma.

Tratamento

Braiti também elucida que as síndromes gripais não têm tratamento específico. Portanto, o ponto mais importante é a prevenção. A manutenção de um estilo de vida saudável, a lavagem constante e adequada das mãos, a etiqueta da tosse, o cuidado para evitar contato com o rosto e a vacinação são condutas recomendadas.

Complicações

Os casos aumentam bastante nos próximos meses do ano, geralmente a partir de fevereiro e março. Com isso, “as principais complicações às quais precisamos ficar atentos são a pneumonia, a infecção de ouvido, a sinusite e, às vezes, até um quadro mais grave, que é a inflamação do coração chamada de miocardite”, alerta o pediatra.

Telemedicina

Para assegurar uma assistência adequada, a tecnologia vem sendo uma importante aliada.

Com o objetivo de proporcionar mais comodidade durante as consultas, o diretor médico de Padronização e Protocolos Médicos da Hapvida NotreDame Intermédica, Marcelo Moreira, destaca a importância da teleconsulta de urgência no tratamento das síndromes gripais.

“É um atendimento com a mesma qualidade de nossas consultas presenciais, com a vantagem de evitar a exposição do paciente a outros tipos de patógenos. Ou seja, a teleconsulta de urgência o isenta de se deslocar até a uma unidade física para ser atendido, evitando a superlotação de nossos prontos atendimentos”, diz.

Os médicos listam pontos importantes para se prevenir da gripe:                               

- Manter o calendário de vacinação em dia com o calendário nacional da sua região;

- Fazer uma hidratação adequada: beber água com frequência, se não houver restrição médica, chá ou suco, sem adicionar açúcar, água de coco e, nos bebês até 6 meses, atenção ao aleitamento materno;

- Dar preferência para alimentos saudáveis;

- Garantir bons períodos de descanso;

- Evitar locais aglomerados e sem ventilação.


Siga-nos no
O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

ASSUNTOS: Saúde e Bem-estar

+ Saúde e Bem-estar