Cientistas identificaram nova DST que pode não ter sintomas

Por Portal do Holanda

15/11/2015 2h57 — em Saúde e Bem-estar


Centenas de milhares de pessoas podem ter involuntariamente uma infecção sexualmente transmissível identificada recentemente, advertem os cientistas.
Um novo estudo revelou que uma infecção chamada micoplasma genitalium (MG) – identificada pela primeira vez há 30 anos – se transfere através do contato sexual.

Estima-se agora que 1% da população britânica com idades entre 16 e os 44 anos estará infectada - com muitos a desconhecerem esta condição que raramente apresenta sintomas.

Como reporta o Daily Mail, os efeitos da MG a longo prazo continuam desconhecidos, mas os cientistas destacam que pode provocar inflamação da uretra e/ou do colo do útero, doença inflamatória pélvica e possivelmente infertilidade feminina.

O alerta surge depois de um grupo de cientistas britânicos analisar 4.500 pessoas que participaram do terceiro questionário nacional britânico sobre atitudes sexuais e estilos de vida.

O risco de ter esta infecção é superior para as pessoas que tiveram mais do que quatro parceiros sexuais no último ano (5,2% superior nos homens e 3,1% superior nas mulheres).